Top 5: Filmes para comemorar o Dia dos Solteiros

Ficou triste por passar o Dia dos Namorados sozinha? Então trate de se animar porque chegou a sua vez de festejar. Neste sábado (15) comemora-se o Dia dos Solteiros. Sabe o que é mais curioso? É que não existe uma explicação para a origem da data. Tudo o que se sabe é que não tem nada mais justo do que homenagear os solteiros que existem por aí. Temos que concordar, não é mesmo? Para entrar no clima, separei alguns filmes estrelados por pessoas solitárias. Vamos conferir?

Hitch – Conselheiro Amoroso

hitch0

Dá para acreditar que este filme já tem 10 anos? Lembro de quando fui ver no cinema e gostei tanto que até comprei o DVD depois. O que tem de legal: um cara que se apresenta como um “doutor do amor”, disposto a fazer com que qualquer pessoa – inclusive as mais desastradas no quesito – sejam felizes em relacionamentos. Hitch, o personagem que dá origem ao nome do longa, tem a missão de ajudar um contador (que não chama atenção pelos atrativos físicos) a namorar uma socialite. A tarefa rende momentos engraçadíssimos e o mais bacana é que o próprio protagonista não sabe bem o que fazer quando se descobre apaixonado. Água com açúcar das mais gostosas, sabe?

Alta Fidelidade

tumblr_lgcrmytb3m1qfctj4o1_5002

Baseado no livro de Nick Hornby, fala sobre um dono de uma loja de discos mal humorado e que acabou de levar um pé na bunda da namorada. Sem ter muito o que fazer, ele conta com a ajuda de dois amigos para repensar todos os aspectos de sua vida, sempre embalado por trilhas sonoras. Para resumir, é um exercício de reflexão muito bacana que faz com que a gente também reavalie nossas escolhas e hábitos. Para quem gosta de música, então, é um prato feito. Fora que também tem episódios engraçadíssimos. Não por acaso, foi eleito um dos melhores filmes da década passada.

Ela

65_1

Já falei dele antes, no post com os melhores filmes de 2014 (na minha opinião, claro). Muita gente criticou, mas eu gostei justamente por mostrar até que ponto as pessoas chegam para não ficarem sozinhas. Para quem não sabe do que se trata, fala sobre um homem solitário com dificuldade para se relacionar com outras pessoas e que decide adquirir um programa que cria amigos virtuais. Só que ele acaba se apaixonando apenas pela voz desse programa e chega a se envolver em um romance. Mas aí fica a pergunta: será que essa atitude é válida? Vale mesmo fazer de tudo só para não ficar solteiro? Eu adorei exatamente por ser bastante reflexivo.

Se Beber, Não Case

19110425.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O que acontece quando quatro amigos decidem comemorar uma despedida de solteiro em Las Vegas? Cenas dignas da melhor comédia dos últimos tempos. Não me lembro se já coloquei este filme em outro Top 5 aqui do blog, mas eu gosto tanto que não tinha como deixar de fora. Fui ver a primeira vez no cinema sem esperar muita coisa, mas ri tanto que precisei me segurar para não incomodar as outras pessoas da sala. E até hoje é a mesma coisa: dou risada nas mesmas partes, mesmo sabendo tudo o que vai acontecer. Nunca viu? Bom, aqui vai um resumo: depois de uma noite insana, os amigos acordam sem saber aonde está o noivo. E aí precisam se lembrar de tudo o que aconteceu para encontrá-lo.

A Rede Social

facebook

Vive conectada no Facebook? Então você sabe que quem criou a rede foi Mark Zuckerberg. Mas aposto que muita gente não sabe que ele só decidiu desenvolver o programa depois de levar um fora da namorada. Ele ficou tão transtornado que resolveu disponibilizar um sistema para vazar fotos de estudantes da universidade em que estudou. A ideia não foi muito bem aceita, mas ele transformou mais tarde em uma rede disponível para todos os universitários compartilharem informações, contatos. O resto da história a gente já conhece e pode ser acompanhada neste filme, que não é lá muito legal, mas dá para ter uma boa visão de uma ideia incrível que nasceu de um pé na bunda. Incrível, né?

Anúncios

Novos filmes da Disney e da Pixar

Os próximos anos prometem muitos sucessos para os fãs da Disney e da Pixar. As duas empresas, que pertencem ao mesmo grupo desde 2006, querem conquistar um público ainda maior e reviver clássicos no cinema. Cada uma, no entanto, tem a sua maneira de fazer isso.

A Disney segue firme e forte com o seu projeto de criar versões live-action de animações consagradas. Alice no País das Maravilhas, A Bela Adormecida e mais recentemente Cinderela são alguns dos desenhos que ganharam histórias com personagens reais. A Pixar vai apostar em sequências de suas principais animações.

Vamos saber o que vem por aí?

A Bela e a Fera

download (2)

Uma das histórias mais clássicas de todas as princesas da Disney, a Bela e a Fera só terá sua nova versão lançada nos cinemas em 2017, mas a gente não vê a hora de assistir. Até onde sabemos, a trama vai girar em torno do desenho dos anos 90 e, claro, terá a mesma magia do conto original. Motivos para morrer de ansiedade desde já: Emma Watson, nossa eterna Hermione, será a protagonista. Combinou muito, né?

Mulan

maxresdefault

Há alguns meses, a Disney anunciou que vai investir em uma nova produção baseada em Mulan, animação de 1998 (que por acaso vem a ser uma das minhas favoritas). Ainda não se sabe quem estará no elenco e quando será a estreia, mas eu já estou roendo as unhas. Para quem não sabe, a história fala sobre uma garota chinesa que se passa por um soldado para honrar sua família.

Procurando Dory

img515b0a29e506f

Como não se apaixonar pela peixinha Dory, que sofre de amnésia e tenta a todo custo ajudar a encontrar Nemo em Procurando Nemo? Pois bem. Ela agora será a protagonista da sequência que chegará aos cinemas em junho do ano que vem. Um ano depois da primeira parte da história, Dory passa a morar com os peixes-palhaços, mas resolve partir em uma busca para encontrar sua família e saber quem de fato é. Por enquanto, podemos ter certeza de que vai ter muita fofura no fundo do mar.

Carros 3

download (3)

Vou confessar um segredo: apesar de a primeira sequência de Carros ter sido lançada há quase dez anos, só vi agora. Mas gostei tanto que logo emendei na sequência e achei tão fofa quanto. E vem mais coisa por aí. Relâmpago McQueen. Mate e toda a turma dos dois primeiros filmes vão pisar novamente nos cinemas. A produção já é dada como certa, mas ainda não foram divulgados mais detalhes sobre o longa. Rola o boato, no entanto, de que Carros 3 estreará em 2017.

Toy Story 4

maxresdefault (1)

Levante a mão quem não se emocionou vendo Toy Story 3. A terceira parte de um dos desenhos mais bem sucedidos da Pixar chegou em 2010 com a proposta de fechar a trama. Isso porque fala sobre o final da infância e o momento de se desapegar dos brinquedos. É tudo tão lindo que a gente chora de verdade. Pensei que a história ia ficar por aí, mas uma quarta sequência já está em produção. Aparentemente, o novo filme não será uma continuação da trilogia e não terá foco na interação entre brinquedos e humanos. Será? De qualquer forma, reserve o mês de junho de 2017 para conferir o resultado.

Os Incríveis 2

download (4)

Alguém aí se lembra da família de super-heróis mais engraçada da década passada? Os Incríveis chegou em 2004 e fez muito sucesso. Até falaram em uma sequência na época, mas a produção só vingou agora. Ainda bem, porque é o tipo de história fofinha que merece uma continuação. Em abril, o roteirista do filme disse que estava começando a escrever a nova trama, então o lançamento ainda deve demorar. Vamos aguardar!

Esses filmes são os que já foram dados como certeza pelas empresas. Mas rola um papo de que outras histórias chegarão aos cinemas em novas versões, como Mogli, A Pequena Sereia e Pinóquio. Queremos todos, pode ser?

Top 5 – Filmes para comemorar o Dia do Amigo

8364499611_52d9278c91_o

Nesta segunda (20) comemora-se o Dia do Amigo. É aquele momento de receber e mandar mensagens para aquelas pessoas que são especiais na nossa vida. Afinal, somos obrigadas a concordar que não existe nada melhor do que ter um amigo ao nosso lado, aquele que está por perto em todos os momentos (bons ou ruins).

Alguém arrisca um palpite sobre a origem da data? Vamos lá: em 20 de julho de 1969, o homem pisou na lua pela primeira vez e o médico argentino mandou cartas para vários países e em vários idiomas, pois considerava o feito um símbolo de união entre as pessoas.

Por isso, a dica é entrar no clima e aproveitar o fim de semana para reunir os amigos e preparar uma maratona de filmes que falem sobre o tema. O top 5 de hoje está cheio de boas opções. Vamos conferir?

Agora e sempre

1345535210955_originaal

Foi o meu filme favorito durante a infância. Perdi a conta de quantas vezes vi. E olha que foi lançado em 1995, uma época em que não existiam DVDs e internets. Naquela época a gente tinha que alugar a fita VHS e eu aluguei uma centena de vezes, juro! O principal motivo? É a típica história de amizade entre mulheres que a gente tanto gosta!

Inseparáveis nas férias de verão de 1970, quando tinham apenas 12 anos, quatro amigas voltam a se encontrar 25 anos mais tarde e começam a lembrar dos bons momentos. O enredo pode até ser bobinho, mas é legal ver que muitos sonhos que elas tinham viraram realidade ou ficaram no passado. E mais: muitos desses desejos são os mesmos que nós temos. Ou seja, algo que não muda nem com o passar de décadas. Filme LINDO e imperdível!

Monstros S.A.

_monsters_inc_prequel_officially_titled_monsters_university_A cota Disney dos meus top 5 vem com uma das animações mais bonitinhas da última década. Quando Monstros S.A. chegou aos cinemas, em 2001, ninguém botava muita fé. Eu mesma achava que o filme tinha todo o jeito de ser chatinho. Só que os comentários foram tão positivos que ele se tornou extremamente querido. Tudo porque aposta em uma forma criativa para falar de um tema que todos nós conhecemos: a amizade.

Essa relação é mostrada de duas formas. No começo, quando sabemos que Mike e Sully são inseparáveis e fazem tudo juntos, até mesmo trabalhar como monstros que assustam crianças enquanto estão dormindo. O problema é que essa amizade fica conturbada quando Sully se afeiçoa pela garotinha Boo, uma humana que entrou por acaso no mundo dos monstros. Apesar do ciúme de Mike, eles precisam se unir para fazer com que Boo (aliás, a personagem mais fofa dos últimos tempos) volte ao seu lugar.

Thelma e Louise

thelma_and_louiseAssim que pensei neste top 5, lembrei do filme que, na minha opinião, é o que mais simboliza a amizade feminina. Verdadeiro clássico da década de 90, traz as duas mulheres do título como protagonistas de uma aventura com direito a tudo que a gente gosta: romance, aventura, fugas em alta velocidade, paisagens inspiradoras e por aí vai!

Thelma é dona de casa, enquanto Louise é garçonete. Ambas possuem algo em comum: estão cansadas da vida que levam. É a desculpa perfeita para largarem tudo para trás e caírem na estrada. Só que nem tudo é perfeito e, no meio do caminho, elas se envolvem em um crime e precisam escapar da polícia. Vale inclusive pelo final – não vou contar para não estragar a surpresa – que eu amo e que entrou para a lista das cenas mais clássicas do cinema.

Os Goonies

gooniesOutro filme que eu amava quando criança e que amo até hoje. Os Goonies foi mais um da série de filmes de aventura lançada na década de 80 e estrelada por crianças. Um dos motivos que explicam o sucesso é o fato de tornar realidade muitos dos nossos sonhos de infância: turma de amigos, caça ao tesouro, navio pirata e muita diversão!

Os Goonies sempre se reúnem quando o assunto é perigo e mistério e encontram uma oportunidade de ouro quando entram em uma casa abandonada. Cada ambiente revela uma surpresa e os garotos embarcam em um verdadeiro labirinto que parece não ter fim. Essa trilha pra lá de envolvente só faz com que eles saiam ainda mais unidos. É a pedida ideal para assistir com uma turma gostosa de amigos. E ver e rever quantas vezes quiser. Vale a pena!

Intocáveis

intocaveisEsse filme prova que a amizade surge da maneira mais improvável possível. Vindos de mundo diferente, um ex-presidiário e um rico aristocrata se unem em um momento pra lá de delicado. Acostumado a viver no mundo da riqueza, Philippe fica tetraplégico depois de um acidente de paraquedas e resolve contratar Driss como seu cuidador. O problema é que ele só se candidatou ao emprego para continuar a receber o seguro desemprego e não faz ideia de como cuidar do paciente.

Com momentos engraçadíssimos e outros mais dramáticos, tem uma mensagem linda e mostra como uma amizade sincera pode nos transformar em pessoas melhores. Esse também faz parte daquela lista de filmes que a gente pode ver e rever sem enjoar. E eu recomendo deixar uma caixinha de lenços por perto porque é impossível segurar a emoção.

Seja qual for a escolha, aproveite para contar aos seus amigos como eles são especiais não só no dia da amizade, mas sempre. Feliz Dia do Amigo!

[Especial Dia do Rock] Top 5 – Filmes inspirados em astros da música

download

Amantes do mundo da música sabem que ontem (13) foi comemorado o dia do rock. O que talvez nem todos saibam é a origem da data. Tudo aconteceu após a realização do Live Aid, evento que reuniu grandes shows simultâneos para protestar contra a fome na Etiópia no dia 13 de julho de 1985. Esse também foi o dia da criação do grupo Rolling Stones, em 1962.

O mais curioso é que, apesar de tantos significados por trás da data, somente o Brasil a comemora. Seja como for, é hora de homenagear grandes astros da música. Como? Fácil. Basta escolher um filme inspirado na história de grandes astros. Opções não faltam, mas selecionei os cinco que eu mais gostei. Vamos lá?

Ray

ray-g-20091208

Lançado no final de 2004 nos Estados Unidos, o filme chegou por aqui no comecinho de 2005 com a promessa de mostrar a trajetória do cantor Ray Charles, uma das maiores lendas do gênero R&B/Soul. A história começa quando ele ainda é criança e descobre, aos sete anos, que está cego por conta de um glaucoma. Depois disso, descobrimos que ele tinha várias amantes e como foram compostas suas canções mais famosas. Indicado para diversos prêmios, entre eles seis categorias do Oscar, o longa é destacado pela atuação de Jamie Foxx. E a gente tem que concordar que ele está realmente incrível!

Johnny & June

Mesmo Se Nada Der Certo 4_Crédito_Divulgação

Outro filme que fez muito sucesso na última década, foi lançado em 2005 e é baseado na vida do cantor Johnny Cash desde sua infância até finalmente alcançar a fama e o sucesso. Em certo ponto da história, o foco passa a girar em torno da relação de Johnny com a também cantora June Carter, que mais tarde se tornaria sua esposa. Com pitadas de drama e de romance, ganhou o Globo de Ouro como melhor filme e o Oscar de melhor atriz para Reese Whiterspoon.

The Runaways

Kristen-Stewart-et-Dakota-Fanning-sur-le-tournage-de-The-Runaways

O nome do filme faz referência à banda homônima, formada em 1975 e famosa por ser composta apenas por mulheres. O roteiro não foge muito dos outros longas do gênero e conta como as meninas se conheceram, como decidiram formar um grupo musical, brigas, drogas e tudo mais. Na época em que foi lançado, a atriz Kristen Stewart ainda era conhecida por ser a Bella da série Crepúsculo e muita gente viu este filme por causa dela. Aliás, vale a pena assistir por conta da semelhança entre Kristen e Joan Jett, cantora que interpretou e que faz muito sucesso até hoje.

The Wonders

The Wonders

Hora de voltar no tempo. Enquanto os filmes acima são dos últimos anos, este aqui é de 1996 (pois é, há quase 20 anos) e fez muito sucesso ao retratar uma banda fictícia. Em plena década de 60, o grupo tem uma apresentação de calouros e precisa encontrar um baterista às pressas. É assim que o protagonista da história aparece e é responsável por modernizar as músicas da banda e levá-los ao sucesso. Apesar de a banda não existir, é bacana acompanhar cada conquista, desde a primeira vez em que o single toca no rádio até os grandes shows. E por falar nisso, a música That Thing You Do se tornou um clássico. O filme é bem bonitinho, vale muito a pena assistir!

Escola de Rock

31_218-escola de rock

Não fala especificamente sobre uma banda, mas é tão fofo que merece um destaque nesta lista. O enredo é cheio de clichês: depois de ser expulso de uma banda de rock, um músico se passa por professor em um colégio tradicional. Só que, até então, as crianças estavam acostumadas a cantar e tocar música clássica e a chegada do rock não é muito bem-vista pelos pais e diretores. Mesmo assim, ele convence as crianças a montar uma banda e torna-se muito querido pelos alunos. O mais bacana é que o filme é daquele tipo que não enjoa. A gente pode ver um milhão de vezes sem reclamar.

Menção honrosa: Back and Forth

os-integrantes-do-foo-fighters-durante-gravacao-do-programa-hoppus-on-music-em-nova-york-12042011-1303773658557_615x300

O Top 5 especial do dia do rock só trouxe filmes, mas vale a pena deixar um destaque para o documentário que conta a história da banda Foo Fighters, um dos maiores grupos de rock da atualidade. Narrado pelos próprios membros e ex-membros da banda, começa falando da relação do vocalista Dave Grohl com Kurt Cobain, líder do Nirvana, e passa pelo início do grupo, escolha e saída dos integrantes, brigas e as gravações de um disco da banda. Sou completamente apaixonada por documentários, ainda mais de música, e este é um dos meus favoritos do tipo. Indico inclusive para quem não é fã do grupo, mas está em busca de algo para assistir.

Agora é só seguir o ritual de escolher o que mais agradou, apertar o play e deixar a música tomar conta.

[Resenha] Minions – O Filme

Atenção: este post contém spoilers!

minions-image

No finalzinho do ano passado, postei aqui no blog os filmes mais aguardados de 2015 e um deles era o dos Minions. As famosas criaturinhas amarelas, que roubaram a cena em Meu Malvado Favorito, ganharam um filme só delas e eu estava ansiosíssima para assistir. O longa estreou na semana passada e eu fui ver logo no segundo dia. O que posso dizer logo de cara é que a espera valeu a pena. O filme é divertidíssimo!

No início, descobrimos como os Minions foram criados e sabemos que eles existem para servir alguém. Ao longo da história, já ajudaram os dinossauros, o homem das cavernas, a Cleópatra, o Conde Drácula, Napoleão e por aí vai. Apesar de fofinhos e atenciosos, eles têm um problema que a gente já conhece bem: são terrivelmente desastrosos.

Por essa razão, não duram muito em cada serviço e precisam se exilar no Pólo Norte. Tudo parecia lindo, mas, aos poucos, eles se sentem infelizes e incompletos por não terem um chefe. É quando Kevin junta a turma e anuncia que vai partir em busca de um novo um líder. Durante a aventura, ele tem a companhia de Stuart, hippie que adora tocar violão, e Bob, um minion versão criança que esbanja fofura e nos faz rir em vários momentos

minions_lead.

Os três chegam a Nova York e ficam sabendo da Expo Vilão, que será realizada em Orlando. Eles partem então em uma nova viagem e desembarcam na feira, onde conhecem Scarlet Overkill, a maior vilã de todos os tempos. Apesar de sentirem medinho, eles conseguem o emprego e passam a serví-la. Só que ela tem uma missão nada fácil para eles: roubar a coroa da rainha da Inglaterra.

O enredo pode até ser bobinho, mas é tão engraçado que a gente torce para não acabar. O que eu mais gostei são as referências usadas no filme, principalmente à cultura inglesa. Para terem uma ideia, até os Beatles aparecem. Fora a trilha sonora que é cheia de hits de grandes bandas do rock como The Who e The Doors.

Apesar do sucesso com as crianças, os Minions também agradam em cheio os adultos e a prova é que o filme proporciona momentos engraçados para todas as idades. Até nas partes em que eles estão tristes nós sentimos vontade de rir. Eu já gostava deles, mas saí da sala ainda mais apaixonada!

minions-image-scarlet-overkill-bob-stuart-kevin-600x323-600x323

O mais legal de tudo é que o filme mostra como os Minions conheceram Gru, astro de Meu Malvado Favorito. Na época, ele ainda era criança, fazendo com que a gente perceba que eles estão felizes há muuuito anos! Uma fofurinha, super recomendo!

Avaliação: ♥♥♥♥♥

Top 5: Filmes para comemorar a chegada do inverno

November 1st, 2013 @ 20:49:50

O inverno começou oficialmente no último domingo e o frio chegou com tudo (pelo menos aqui em São Paulo). Sou suspeitíssima para falar sobre frio porque eu adoro o clima desta época do ano. Tanto que fiz um post especial sobre o lado bom do inverno.

Em uma coisa temos que concordar: não tem época mais gostosa para ver filmes do que agora. O ritual de escolher o que assistir, esquentar a pipoca e se jogar no sofá (de preferência com o cobertor) faz bem para a alma. E para incentivar esse hábito que, sim, é saudável, trago um Top 5 com histórias que se passam no frio. Tem neve, cenários congelantes e personagens que agradam aos mais variados estilos. Dá uma olhada:

A Era do Gelo

eradogeloEscolhi uma das animações mais fofas do começo dos anos 2000 porque é a que mais combina com o clima de inverno. O nome não é à toa, já que a história se passa há cerca de 20 mil anos, quando a Terra era composta apenas por gelo. É nesse cenário frio que moram a preguiça Sid, o mamute Manfred e o tigre dentre-de-sabre Diego, que encontram um bebê humano por acaso e partem em uma missão para devolvê-lo à sua família.

Os personagens são muito fofos, principalmente o esquilo Scrat e a mensagem que fica é a de que a amizade é mesmo poderosa, praticamente uma família. O sucesso foi tanto que rendeu quatro sequências. A quinta já está a caminho e será lançada no ano que vem. Por isso, aproveite os próximos meses para ver (e rever) todas as aventuras dessa turma.

Branca de Neve e o Caçador

snow-white-and-the-huntsmanVersão épica de um dos contos mais clássicos do mundo, tem muitas cenas de guerra que se passam em um inverno rigoroso, com direito a muita neve. Como o título do longa sugere, o filme é mais focado na relação entre Branca de Neve e o Caçador Eric, contratado para matá-la e entregar o coração da garota para a Rainha Ravenna. Só que ele acaba se afeiçoando pela garota e resolve ensiná-la a lutar.

O filme não é lá essas, mas só a presença do Chris Hemsworth no papel do caçador já é um ótimo motivo para assistir. O figurino também é muito bonito e inclusive foi indicado ao Oscar. Para os órfãos da saga Crepúsculo, vale também por conta da Kristen Stewart como a Branca de Neve. E tem mais: a continuação já começou a ser gravada e chega às telonas no ano que vem.

Deixe-me entrar

Owen_Abby_2010O clima típico de inverno, com dias cinzas, temperaturas lá embaixo e árvores sem folhas, favorece filmes sombrios. É o caso da versão americana de 2010 baseada no filme sueco Deixa Ela Entrar. A história é tão misteriosa que não tinha como se passar em outra estação do ano. É considerado um filme de suspense/terror e até dá uns sustinhos, mas não é daqueles que dão medo na hora de dormir.

A trama gira em torno de Owen, um garoto de 12 anos que vivia sozinho até conhecer sua nova vizinha, Abby. Os dois começam a conversar, mas ela tem alguns hábitos esquisitos e pede que ele pare de procurá-la, o que não acontece. Conforme ficam mais próximos, ele passa a descobrir que ela carrega um segredo muito perigoso. Não vou contar qual é para não estragar a surpresa, mas é muito interessante ver a Chloe Grace Moretz (protagonista de Se Eu Ficar) ainda novinha no papel principal.

Inverno da Alma

winters-bone-5Contei aqui algumas vezes que não gosto muito da Jennifer Lawrence (me julguem). Fiquei com birrinha por ela ter ganhado um Oscar em que as concorrentes eram nitidamente melhores e acho que ela é muito forçada. Mas, antes de ser queridinha de Hollywood, J-Law fez bonito em um de seus primeiros papeis, o da protagonista de Inverno da Alma.

Ela é Ree, uma garota de 17 anos que mora em uma cidade pacata e resolve procurar o pai, que está desaparecido. Ela precisa encontrar o homem já que ele usou a casa em que ela mora com os irmãos pequenos como garantia de sua liberdade condicional e agora eles podem perdê-la. Ree desafia as regras da cidade e lida com as figuras mais perigosas da região para alcançar o objetivo. Tudo, claro, em meio à montanhas e temperaturas geladas. A atriz foi indicada pelo papel e, se ganhasse, seria mais justo. O filme é pesado e um pouco parado, mas é imperdível.

Escrito nas Estrelas

tumblr_ms540lh51t1ri4lyuo8_r1_1280Sabemos que o friozinho torna as ruas mais charmosas e oferece o clima perfeito para namorar. Então esta lista não poderia ser encerrada sem um romance bem água com açúcar. Escrito nas Estrelas é cheio de clichês sobre o destino, mas tem como paisagem a cidade de Nova York em pleno inverno, então tudo fica mais especial.

Era apenas um dia normal de compras na vida de Sara, quando ela esbarra em Jonathan e os dois se identificam de cara. Eles passam a noite andando por Manhattan e fazem passeios fofos, como patinar no gelo. Só que os dois estão comprometidos em outros relacionamentos e decidem deixar suas vidas na mão do destino. Ela escreve seu número de telefone em um livro e o vende em um sebo no dia seguinte. Se for para ficarem juntos, o destino fará com que Jonathan encontre o livro. O final? Bom, só vendo para saber…

Como sempre, a regra é escolher uma ou mais opções e se entregar ao clima do inverno. Bom friozinho por aí!

Top 10: Os casais mais fofos do cinema

CA-dia-namorados-casais-inspiradores-disney-carl-elie-D-732x412

Quando era mais nova, tinha pânico só de pensar no Dia dos Namorados, comemorado nesta sexta-feira (12). Era terrível ser solteira e ver todas as amigas recebendo flores, pensando em presentes ou então no jantar. Superei meu trauma ao perceber que a data não tem nada de mais. Ok, é um dia fofinho e normalmente cheio de surpresas, mas o certo seria você ser surpreendida pelo namorado nos outros dias, concordam?

Pois bem, para celebrar a data, preparei uma lista com os casais mais fofos do cinema. Faço sempre listas com cinco opções, mas encontrei tantas duplas bonitinhas que o Top 5 acabou virando Top 10. E como o assunto é romance, a maioria dos filmes é bem água com açúcar. Vamos saber quais são?

Kat e Patrick (10 Coisas que Eu Odeio em Você)

10-things-i-hate-about-youVerdadeiro clássico do final dos anos 90, o filme é uma versão atualizada de “A Megera Domada”, de Shakespeare. A história gira em torno de um garoto que se apaixona por uma menina, mas só pode namorá-la depois que a irmã mais velha dela, Kat, também estiver encaminhada. Parece fácil, mas a irmã é insuportavelmente chata e, por isso, não arruma ninguém. Escalado para a missão, o bad boy Patrick tenta conquistar Kat.

Por conquistar, entenda canções no meio da escola, declarações e muita fofura. É tudo tão bonitinho que eles descobrem que estão apaixonados de verdade e a gente, claro, torce para que fiquem juntos. A história fez tanto sucesso que serviu de inspiração para a novela “O Cravo e a Rosa”. Para resumir: podemos ver inúmeras vezes sem enjoar.

Fiona e Shrek (Série Shrek)

shrek-and-fiona-weddingShrek foi um dos maiores acertos do mundo dos filmes de animação dos anos 2000. Ninguém botava muita fé quando a primeira parte saiu, mas todos que viram saíram surpreendidos e incentivaram outras pessoas a assistir. Tudo porque faz uma crítica muito divertida aos contos de fada. Para quem nunca viu, mostra a história de um ogro que precisa resgatar a princesa Fiona.

Eles não têm nada a ver, mas Shrek descobre que Fiona se transforma em ogra à noite. A partir daí, percebem que têm muitas coisas em comum e decidem se casar. São tão fofos juntos que fizeram uma série de quatro filmes para mostrar a vida deles, incluindo a chegada dos três bebês ogros. Meu favorito é o segundo, que começa quando eles voltam de lua de mel.

Summer e Tom (500 Dias com Ela)

summer1Lançado em 2009, o filme foi uma verdadeira revolução e conquistou inúmeras fãs. Vi alguns meses depois e não achei tudo isso, mas gostei por mostrar um relacionamento do ponto de vista do homem. Como o próprio nome diz, a história aborda os 500 dias em que Tom e Summer se relacionaram.

É bacana ver que os homens podem sofrer por amor da mesma forma que a gente e que também sonham. A cena mais legal, para mim, é a que a tela é dividida entre a expectativa de Tom e a realidade em que vive. Também vale a pena por causa do figurino de Summer, que é cheio de estilo.

Vivian e Edward (Uma Linda Mulher)

pretty-woman_0_0Esse filme é tão atual que a gente custa a acreditar que ele já tem 25 anos. Chocante, né? Em 1990, Julia Roberts ainda era a rainha das comédias românticas e interpretou, ao lado de Richard Gere, um dos casais mais clássicos do cinema contemporâneo. Na história, ela é Vivian, uma garota de programa contratada por um milionário que a transforma em uma mulher elegante para acompanhá-lo em eventos da sociedade.

Rapidamente, passam a nutrir um sentimento de respeito e amizade que, mais tarde, se transforma em um relacionamento. Mas, para ficarem juntos, eles precisam lidar com o preconceito e o julgamento das outras pessoas. Muito fofinho, o filme também ficou conhecido pela música Pretty Woman. Aliás, é só pensar nele que começo a cantar mentalmente a canção.

Bridget e Mark (O Diário de Bridget Jones)

Film Title: Bridget Jones: The Edge of ReasonBecky Bloom é, sem dúvida, a minha melhor amiga no mundo dos livros. Mas, assim como a Becky, Bridget Jones pode ser considerada uma inspiração para muitas mulheres. Acontece que ela é tão gente como a gente que a identificação é imediata. O filme é tão bonitinho e, ao mesmo tempo, engraçado que mais parece nossa vida no cinema.

Bridget é uma mulher de trinta e poucos anos que decide escrever um diário com diversas resoluções de ano novo, entre elas arrumar um namorado. Ela até conhece um cara bonitão e sedutor, mas é pelo eterno Mark Darcy que a gente suspira. Ele é comum, mas muito atencioso e carinhoso com a heroína. Gosto tanto dessa história que a incluí no meu Top 5 de filmes para comemorar o ano novo.

Hazel e Augustus – A Culpa é das Estrelas

Stars1A adaptação cinematográfica do livro homônimo do escritor John Green foi, sem dúvida, um dos maiores sucessos de 2014. Junte uma história fofa e muito triste e um casal cheio de química e, pronto, aí está a fórmula do sucesso. O mais incrível, para mim, é ver como a Ansel Elgort é um ator promissor. Estava acostumada a ver ele como o Caleb, da série Divergente, mas adorei vê-lo na pele de Augustus.

Não faz ideia do que acontece no livro e no filme? Vamos lá: a história começa mostrando Hazel, uma garota que vive há anos com um câncer no pulmão e se afasta do mundo. Incentivada pelos pais, ela começa a frequentar um grupo de apoio e conhece um jovem que superou a doença. Ele é responsável por fazer com que ela realize todos os sonhos enquanto pode e, claro, por mostrar como o amor verdadeiro é poderoso. Tudo é tão lindo que é bom preparar o lencinho.

Sandy e Danny (Grease)

Sandy-Danny-GreaseNormalmente, não repito filmes nos Top 5 aqui do blog, mas gosto tanto de Grease que é impossível deixa-lo de fora desta lista. Sou completamente apaixonada por musicais e posso dizer com toda certeza que Grease é um dos meus favoritos. Principalmente por conta do casal, que vivem uma história retratada nos anos 60, mas bastante atual. O que faz com que a relação de Sandy e Danny continue moderna é que ele é um bad boy que morre de vergonha do estilo dela, que é uma moça certinha. Vemos muito isso aí hoje em dia, não é mesmo?

Eles se conhecem no verão e vivem um lindo romance, mas nem imaginam que vão se reencontrar na escola onde ela vai começar a estudar. Danny precisa superar os próprios preconceitos para aceitar a moça e ela, por outro lado, deve aceitar o jeitão de malandro do namorado. Some a isso um figurino inspirador (falo mais sobre as roupas aqui) e músicas que ficam na cabeça por dias.

Latika e Jamal (Quem Quer Ser um Milionário?)

slumdog_millionaire11No Oscar de 2009, um filme surpreendeu por ser indicado em dez categorias e vencer em oito. Como ele ainda não tinha sido lançado no Brasil, surgiu todo um mistério em volta. Será que esse tal de Quem Quer Ser um Milionário era tão bom assim? Depois de ter visto um milhão de vezes, eu digo: sim, é MUITO bom e um dos meus filmes favoritos. O que mais gosto é a história superoriginal, que fala sobre um garoto indiano que participa de um programa televisivo para ganhar dinheiro.

Jamal sempre viveu de forma humilde e viveu nas ruas ao lado do irmão. Em uma dessas aventuras, conhece a garota Latika e se apaixona por ela ainda jovem. Só que a vida separa o trio e agora ele vive tentando encontrar seu grande amor e mostrar a ela que podem ficar juntos. O filme é tão envolvente que é impossível parar de assistir. Todo mundo quer saber se ele vai acertar a pergunta final, conquistar a riqueza e, claro, ficar ao lado de quem ama.

Carol e Melvin (Melhor É Impossível)

Quando pensamos em casais fofos, é mais comum nos lembrarmos de relacionamento entre jovens. Mas é muito legal quando um filme surge para mostrar que o amor não tem data e idade certa para acontecer. Isso acontece em Melhor É Impossível, que gira em torno de Melvin, um escritor racista e homofóbico que tem TOC e vive isolado. Ele só se mostra mais simpático quando está diante de Carol, a garçonete de um restaurante que ele frequenta.

A confusão começa quando Simon, seu vizinho homessexual é internado e Melvin precisa cuidar do cachorro dele. A partir daí, passa a ter mais contato com Simon e não consegue mais parar de pensar em Carol. Ele, inclusive, a convida para fazer uma viagem e descobre que precisa mudar seu jeito para ficar ao lado dela. E olha como o amor funciona: ele tenta de tudo e está superdisposto a ser uma pessoa mais amigável. O resultado é tão lindo que rendeu o Oscar de melhor ator para Jack Nicholson e de melhor atriz para Helen Hunt.

Bela e Fera (A Bela e a Fera)

Belle-and-Beast-beauty-and-the-beast-9326800-852-480Como é de costume aqui no blog, todo Top 5 tem que ter um filme da Disney. E aqui está a opção da vez, um verdadeiro clássico das histórias das princesas. Fiquei pensando em qual casal era o mais fofo e a resposta apareceu de imediato: A Bela e a Fera. É uma das poucas histórias antigas da Disney em que o príncipe participa bastante, tem personalidade e consegue ser amado mesmo com sua aparência e seu jeito rude.

Ok, é um pouco surreal pensar em uma garota que se apaixona por uma fera. Mas, vendo a trama com olhos de criança, a lição que fica é a de que muitas vezes é preciso quebrar estereótipos para encontrar um amor. Bela poderia ficar com o cara bonitão, mas se apaixonou por uma criatura muito estranha. E esse ser bizarro, aos poucos, muda seu aspecto grosseiro e se torna mais amigável. Bonitinho, vai?

Seja qual for a escolha, o importante é celebrar o amor em suas mais diversas formas. Feliz Dia dos Namorados!