[Resenha] Apenas Um Dia – Gayle Forman

apenas

Desde que li Se Eu Ficar e a continuação Para Onde Ela Foi, desenvolvi um carinho especial pela escritora Gayle Forman. Então, assim que soube que o novo livro dela, Apenas Um Dia, tinha sido lançado no Brasil, corri para comprar o meu. Estava morrendo de vontade de saber se a história seria tão incrível quanto a anterior.

Acontece que o livro saiu no fim do ano passado e eu tinha uma pilha enorme de obras para ler, então ele acabou ficando um pouco de lado. Mas logo encontrei um tempinho para começar. E cerca de duas semanas depois, tenho a resposta para a minha pergunta: a história é bem fofa e no estilo que as adolescentes adoram.

Ficou curiosa? Então vamos lá: a trama gira em torno de Allyson Healey, uma garota que parte para um intercâmbio pela Europa depois de terminar a escola e conhece, totalmente por acaso, o jovem e misterioso ator Willem. Ela está prestes a voltar para os Estados Unidos para começar a faculdade quando ele a convida para passar um dia com ele em Paris, cidade que ela sempre sonhou em conhecer. Até então, ela era a típica garota certinha. Mas, quando aceita a proposta, vê sua vida mudar completamente.

Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia”

Já tinha lido o primeiro capítulo, então precisei vencer a preguiça para ler de novo. O começo, admito, é bem morno. Até desperta uma certa curiosidade, mas a história alterna momentos em que a leitura flui rapidamente com outros mais arrastados.

O livro é dividido em duas fases, mas eu poderia separá-lo em três etapas. A primeira fala do encontro entre Allyson e Willem e as 24 horas que eles passam em Paris. A segunda se concentra na dificuldade que ela tem para enfrentar a faculdade depois do que acontece na capital francesa e a terceira é quando ela volta para a Europa para tentar localizar o jovem.

Pessoalmente, não simpatizei com o casal. Vi a Allyson como uma menina mimada e prepotente que passa boa parte do livro dando chiliques. O Willem é o típico conquistador barato: tem mil paixões espalhadas pelo mundo e a gente nunca sabe quando está falando sério. De qualquer maneira, torci por eles.

E então sinto a dor de perdê-lo. Ou a ideia dele. Mas juntamente com a dor há algo mais, a princípio silencioso, de modo que tenho que me esforçar para segurá-lo. Ao fazê-lo, ouço o som de uma porta se fechando suavemente. E a coisa mais surpreendente de todas acontece: a noite está calma, mas sinto um fluxo de vento, como se milhares de outras portas tivessem acabado de se abrir de uma só vez”

Apenas Um Dia tem mensagens bonitas, especialmente para quem está naquela fase de se redescobrir e viver o primeiro amor. Também fala muito sobre a relação entre mãe e filha e quanto vale uma amizade verdadeira. O ponto alto, para mim, é o Dee, que Allyson conhece na faculdade e responsável pelos momentos mais puros e sinceros da história.

Achei que o livro vale mesmo pelo final, que é eletrizante. Quando Allyson volta para a Europa, é quase impossível prever se ela vai encontrar ou não Willem. Tudo parece caminhar bem, mas aí surgem imprevistos e nós ficamos em uma dúvida eterna. As últimas páginas são as melhores, mas, para chegar até elas, é preciso passar por todo o drama dos capítulos anteriores.

Gayle Formam provou, mais uma vez, que é boa na arte de prender seus leitores. Ainda prefiro Se Eu Ficar, mas, nessa nova aventura, ela reforça a teoria de que um dia parece pouco, mas é capaz de mudar para sempre a vida de uma pessoa. Isso aconteceu com a Mia e o Adam e agora volta a acontecer com a Allyson e o Willem. E fica a pergunta: nós já tivemos nossa vida transformada em um dia? Quais ensinamentos podemos tirar disso?

São tantas perguntas que a escritora já anunciou a sequência Apenas Um Ano, que chegará em breve às livrarias do Brasil. Difícil mesmo é controlar a ansiedade.

Avaliação: ♥♥♥♥

Anúncios

Um comentário sobre “[Resenha] Apenas Um Dia – Gayle Forman

  1. Pingback: [Resenha] Apenas Um Ano – Gayle Forman | Fik Dik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s