Achadinho: Pikurruchas Brigadeiros Gourmet

1

Vivo na briga com a balança, mas meu maior problema é que eu amo comer aquelas besteirinhas deliciosas que podem até não ajudar a emagrecer, mas nos fazem mais felizes. E gosto ainda mais quando descubro que esses quitutes ficam ao lado da minha casa.

Todos os dias passava em frente da Pikurruchas Brigadeiros Gourmet. A decoração da fachada era tão fofa que eu prometia para mim mesma que um dia iria entrar e provar os quitutes. A vontade aumentou quando eles me adicionaram no Instagram. Imaginem a tentação que era ver fotos daqueles docinhos maravilhosos no meio do dia… Bastava olhar para sentir água na boca.

Como a vida é sempre corrida, só consegui arrumar um tempo para conhecer a loja no final do ano passado. Aproveitei um sábado livre para almoçar pelo bairro e comer uma sobremesa por lá.

2

Do lado de fora, a decoração já impressiona. Tem um banquinho e uma mesinha para quem quiser comer ao ar livre e um dog stop, onde os cãezinhos podem aguardar os donos do lado de fora e ainda beber água bem fresquinha – toda a minha família é apaixonada por cachorros, então esses detalhes feitos com carinho nos enchem de orgulho.

Pequena, mas muito aconchegante, a lojinha parece uma casa de bonecas, daquelas bem antigas, sabe? Os móveis pintados em tons de rosa, branco e marrom, assim como as poltronas charmosas, são tão acolhedores que dá vontade de passar horas lá.

E a dedicação da Ana, proprietária, que faz questão de explicar todo o cardápio? Ela fala com tanto entusiasmo que é praticamente impossível decidir o que pedir. Apesar de ser conhecida pelos brigadeiros, a loja também vende pirulitos, compotas e bolos. Por fim, acabei me decidindo pelo bolinho gelado, carro-chefe da casa, que fazem um resgate daqueles bolos de antigamente que vinham embrulhados no papel alumínio.

3 4 5

Sabe o que achei mais fofo? A apresentação. Tudo tão fofinho, gente. Os bolinhos chegaram embalados em lencinhos estampados e colocados em pratinhos coloridos com design provençal. E os recheios são feitos na hora, bem artesanal mesmo (daí o nome gourmet). Provei o de limão siciliano e o de chocolate branco com ovomaltine e estavam tão deliciosos que, de verdade, não sei escolher qual era melhor.

Pouco antes do Natal, eu também encomendei um panetone versão família (porque já que ia jacar, resolvi jacar direito). Fiquei muito na dúvida entre os recheios de chocolate belga e o doce de leite com paçoca, mas escolhi o segundo por ser pouco tradicional. E olha, foi o melhor panetone que  eu já comi na vida. Extremamente saboroso, zero enjoativo e daqueles que a gente tem vontade de comer para sempre. Para completar, pedi também uma compota de brigatone, que, claro, acabou rapidinho de tão deliciosa.

Tudo é feito com muita atenção. Os docinhos, que conquistam crianças e adultos, e a decoração, uma verdadeira atração para nós, mulherzinhas assumidas. Vale muito a pena visitar. Mas aviso desde já: depois de conhecer, vai dar vontade de voltar sempre. O espírito de gordinha que existe dentro de mim já logo pensou nos ovos de Páscoa que eles devem fazer. Pode pedir agora mesmo?

_________________________________________

Serviço

Pikurruchas Brigadeiros Gourmet

Rua Wanderley, 1612, Perdizes – São Paulo/SP

(11) 2478-1387

De terça a domingo, das 11 às 20h

Facebook: www.facebook/pikurruchas | Instagram: @pikurruchas

 

Fotos: Instagram Pikurruchas

Anúncios

10 dicas para arrasar na ceia de Natal

Não sei vocês, mas eu adoro o Natal. Mais precisamente, o dia 24 de dezembro. Acordo já pensando em me arrumar, colocar aquela roupa bonita, caprichar na make e, claro, almoçar bem leve para me preparar para a comilança do jantar. Na minha família, a ceia fica por conta da minha avó. Passo o ano todo sonhando com as delícias que só ela sabe fazer e que são obrigatórias em todo Natal.

Mas tem muita gente por aí que faz questão de preparar a própria ceia ou que vai cuidar da festa pela primeira vez. Para que nada saia errado, é importante seguir algumas regrinhas que valem ouro. Nada de cara feia, ok? Elas são importantes, mas superfáceis de serem seguidas. Quer ver só:

1. Antecedência é a palavra-chave

calendário-de-natal-morando-sozinha-02

Sou extremamente ansiosa e planejar tudo antes da hora não é problema. Se você tem o costume de deixar para última hora, é bom rever seus conceitos. Acontece que a ceia envolve diversos preparativos: os convidados, o cardápio, as compras, a disposição da mesa e por aí vai. Pode até parecer fácil, mas dá uma dor de cabeça daquelas se os itens se acumularem. Por isso, faça um calendário e planeje todos os acontecimentos necessários até a véspera do Natal.

2. Faça com que todos se sintam à vontade

Extended family with their pets celebrating Christmas.

O Natal tem todo aquele clima mágico e de união. Então, não adianta forçar uma ceia formal que deixe os convidados desconfortáveis. Resumindo: não vale a pena contratar garçons ou chamar funcionários para servir o pessoal (a não ser que a festa seja muito grande). Se houver necessidade, peça para os próprios amigos ajudarem na cozinha e experimente deixar os pratos à disposição para que cada um se levante e pegue o que estiver com vontade – no maior estilo self-service.

3. Pense nos aperitivos

nozes, damasco

Em princípio, a ceia só deve ser servida à meia-noite, para comemorar a chegada do Natal. Mas nada impede que a comilança comece antes. Na casa da minha avó, nós costumamos comer lá pelas 21h/22h para degustar os pratos com calma  e conversar antes de trocar os presentes (esses, sim, só na madrugada do dia 25 de dezembro). Mesmo assim, é fundamental pensar nos aperitivos. Afinal, todos gostam de chegar na festa e já ter alguma coisinha para beliscar. Aí depende muito do gosto, mas castanhas são sempre uma boa opção e combinam com o clima da festa.

4. Calcule bebidas e comidas de acordo com a quantidade de pessoas

george-marks-young-woman-counting-on-fingers-posing-in-studio

Ceia de Natal combina com o quê? Fartura, minha gente! Minha nutricionista até dá uma aliviada na minha dieta nessa época porque sabe que é impossível manter o controle com tantas delícias à mesa. Justamente por isso, é preciso calcular a quantidade de comida de acordo com o número de convidados. Lembre-se que as pessoas costumam repetir o prato, então pense que as receitas devem render o dobro por pessoa. Sobrou? Coma no dia seguinte. É parte da tradição!

5. Nada de receitas exóticas

78395240

Alguns pratos são tão típicos nessa festa que retirá-los do cardápio pode decepcionar os convidados. Então não insista. Ceia boa tem peru, bacalhau, salpicão de frango, panetone, rabanada e outros quitutes. Claro que é sempre bom verificar antes se algum convidado tem restrições ou hábitos alimentares diferentes. Em casa, por exemplo, são poucos os que gostam de peixes e frutos do mar, então trocamos o bacalhau por uma massa bem gostosa (coisa de família italiana, né?) e fazemos questão de ter o bolo de sorvete que só minha avó sabe fazer de sobremesa.

6. Agrade a todos

Bebidas

Brindar a chegada de mais um Natal faz parte do ritual, mas será que todos bebem champanhe? E na hora da ceia, vale investir em um vinho? Deixe a vergonha de lado, ligue para cada convidado para saber se ele faz questão de algo em especial e não tenha medo de perguntar se ele gosta de bebidas alcóolicas. Quanto aos refrigerantes, é sempre bom ter mais de uma opção, combinado?

7. Lembre-se das crianças

118248-Sugestões-de-Presentes-de-Natal-para-Crianças-02

Os pequenos são mais ansiosos, inquietos e sentem sono mais cedo. Nos meus primeiros anos de vida, lembro que comia antes e que ganhava meus presentes quando os adultos ainda estavam apreciando a ceia. Depois, claro, passava o resto da noite brincando até pedir para deitar na cama. Vale fazer o mesmo, ok? E se o número de crianças for grande, reserve uma mesa auxiliar para que elas se acomodem e se divirtam sem atrapalhar os mais velhos.

8. Crie uma playlist temática

image1

Sabe aquelas músicas clássicas de Natal que ninguém aguenta mais ouvir? Pois é, não dá para fugir delas. No entanto, vale pesquisar umas versões mais recentes (cantores de pop music sempre lançam CDs natalinos nessa época) e apertar o play sem medo. Mas olha, por experiência própria, essas canções costumam cansar depois de um tempo, então acrescente na playlist cantores bem calminhos que todo mundo gosta. Não é bom para escolher músicas? Peça a um amigo. Tem sempre um aspirante à DJ por perto, vai por mim!

9. Decoração é tudo

decoração-de-natal-linda

Não adianta fazer a ceia dos sonhos, pensar em todos os preparativos com semanas de antecedência e planejar a trilha sonora da festa se a casa não estiver decorada e pronta para receber os convidados. Tem que ter uma árvore de Natal bem linda e com tudo que tem direito, ou seja, bolas, enfeites mil e luzinhas. Guirlandas também são ótimas para colocar nas portas e as mesas podem ter velas, bonecos, presépios e tudo que mais combina com a ocasião. Confesso: eu AMO essa parte!

10. Não se esqueça dos presentes

Christmas presents piled underneath a christmas tree.

Todas concordam que é muito chato ir a uma festa e sair de mãos abanando, ainda mais no Natal. Por isso, é importante que cada convidado ganhe ao menos um presente. Lembre-se que existe o risco de alguém confirmar presença às vésperas da ceia, então tenha sempre aquela lembrancinha por perto para evitar problemas.

 

De resto, é só se divertir e celebrar essa festa tão gostosa!

(Fotos: Morando Sozinha, 1MS, Alimentare, All Posters, Cozinha Efetiva, Terra Magazine, Mundo das Tribos, Paraná Online, Fashion Bubbles e Etimarcas e Etiquetas)

Achadinho: Bolos do Frei

10468363_299386050235762_5734754608801815152_n

Tem coisa melhor do que comer um docinho e tomar um café depois do almoço ou no final da tarde? Vivo em dieta e prometo que vou emagrecer os eternos três quilos que faltam para eu chegar na meta da nutricionista, mas não resisto à uma tentação-delícia de vez em quando. Fica ainda mais difícil quando o lugar é acolhedor e tem uma decoração bacanuda.

É justamente essa a proposta da Bolos do Frei, que inaugurou (para minha alegria) uma unidade bem pertinho da minha casa. Minha avó foi a primeira da família a conhecer e gostou tanto que indicou para nós. Fui lá no último sábado e já posso afirmar, com toda certeza, que voltarei muitas vezes.

Bolos em exposição para dar água na boca

Bolos em exposição para dar água na boca

O principal motivo do sucesso é a dupla cardápio + decoração. Batizada como uma Original American Coffee Cake, a rede traz várias opções de brownies, bolos e muffins. Os recheios são variados e vão do tradicional chocolate até frutas vermelhas e banana.

Escolhi o brownie de nutella sem saber que era o item mais pedido da casa, mas bastou a primeira garfada para entender o por quê de tanta procura. O bolo é servido quente e tem um recheio molhadinho sem frutas secas, o que muita gente – inclusive eu – não gosta. Dá para trocar a nutella por doce de leite e eu garanto: fica tão bom quanto.

Meus escolhidos: muffin de banana e o tão procurado brownie de nutella

Meus escolhidos: muffin de banana e o tão procurado brownie de nutella

Lá também é possível encontrar geleias e chás à venda. Por falar em bebida, que tal experimentar um café coado na hora? Eu não gosto de café, mas confesso que o cheirinho é muito gostoso e lembra infância.

Outro ponto que torna o ambiente extremamente agradável  é a decoração, com ares de casa de campo, com lareira, papel de parede e toques amadeirados. Para completar o clima de descanso, as músicas são tocadas em volume bem baixinho. Boa notícia para os fãs de MPB, que é o ritmo mais escutado por lá.

10525376_10152705248087009_2892130811388428656_n

Clima de campo em plena cidade grande

Vale a pena conhecer!

________________________________________________________

Serviço

São Paulo (SP): Loja 1 – Rua João Cachoeira, 1421, Itaim Bibi | Loja 2 – Rua Monte Alegre, 461, Perdizes

Curitiba (PR): Alameda Prudente de Moraes, 1293, Mercês

Londrina (PR): Loja 1 – Rua Piauí, 822, Centro | Loja 2 – Rua Pará,  755, Centro

Rolândia (PR): Avenida Interventor Manuel Ribas, 1383, Centro

Facebook: Rede Bolos do Frei

http://www.bolosdofrei.com

Vai ter Copa sim (e vai ser na sua casa!)

Não adianta mais brigar e se recusar a ligar a televisão. A Copa do Mundo chegou e começa nesta quinta-feira. Que tal  fazer da sua casa a arquibancada mais gostosa do Brasil? Não importa se você gosta ou não de futebol e se você vai ou não torcer para a nossa seleção. O objetivo é arrumar a casa e receber os amigos – tem coisa melhor? Então anote aí algumas dicas:

Espaço físico

Regra número um: os convidados precisam se sentir à vontade. Por isso, calcule o número de pessoas com base no espaço disponível. Mesmo que seu apê seja pequeno, dá para criar um ambiente aconchegante e prazeroso com os amigos mais próximos. Quer aumentar a metragem? Tire as mesas de centro ou de jantar e decore com almofadas e futons, assim o clima fica ainda mais bacana. Lembre que a televisão é o destaque do dia, então coloque-a em uma posição que favoreça vários ângulos diferentes. Por conta da abertura da Copa, dia 12 será feriado. Então pode ser que alguém traga o filho que não gosta de futebol. O que isso significa? Que você deverá ter um kit de diversão por perto, com folhas para colorir e desenhar.

copa3

Comidinhas

Não adianta: futebol combina com aperitivos e pratos rápidos. Se você quer apostar na linha saudável, opte por canapés mais naturais. Quem não tem restrições pode apostar em sanduíches, pipocas e salgadinhos para entreter os torcedores. As bebidas devem estar sempre geladas, por isso fique de olho para ver se estão preparadas e abasteça sempre a geladeira. Não se esqueça de que é melhor sobrar do que faltar, então capriche no cálculo na hora da compra.

copa2

Decoração

Não dá para fugir do verde e amarelo. Para ficar fofo e delicado, a mesa pode ser decorada com toalhas, copos e guardanapos temáticos. Se você quer um local mais colorido, aposte na mistura do branco, azul e dourado. Tome cuidado na hora de espalhar os enfeites para não prejudicar a visão da TV, ok? Ah, e não se esqueça dos apitos, cornetas, vuvuzelas e tudo que faz barulho!

copa1

De resto é só preparar o grito e torcer pelo hexa!

Aniversário sem grana: sim, é possível!

Sem título

Algumas pessoas detestam fazer aniversário e chegam até a brigar quando alguém dá parabéns. Mas vamos combinar que não tem coisa melhor do que reunir as pessoas queridas e ser paparicada um dia inteiro, não é? As vezes os planos para comemorar são maiores do que o orçamento disponível e isso faz com que o aniversariante desista da festa. Mas anote aí: dá para fazer algo muito bacana sem gastar muito. Quer ver só?

1. Local

A primeira ideia sempre envolve festejar em um espaço badalado com muitas opções de diversão para os convidados. O problema é que esses locais são caros. A solução é fazer em parques ao ar livre. Além de reunir pessoas queridas, você tem a chance de se exercitar, tomar um sol e até convidar os cachorros. Fofo fofo!

1f1785db4158581da58cd06416031212

2. Ajuda das melhores amigas

Peça para elas ajudarem em itens como decoração, quitutes, bebidas e som. Fica sem graça? Então peça novamente, mas deixe claro que será o seu presente de aniversário. Além de tudo, elas vão se sentir especiais por fazerem parte da festa. Vai por mim!

3. Interação

Escolha um tema para festa. Pode ser à fantasia, preto e branco, luau e por aí vai. Acredite, os convidados se animam muito mais quando precisam de um traje específico. Aproveite para criar atividades relacionadas à proposta da comemoração. Que tal fazer uma votação da fantasia mais original?

f2ab9fcddc4ff98966af9177c154b731

4. Presente

Esqueça opções caras. Pense em algo criativo, como um vale-passeio na companhia do amigo ou itens personalizados, exemplo das capinhas de celular com fotos suas. Já pensou? É único e muito (mas muito mesmo) charmoso!

Importante: lembra quando sua mãe dizia que o importante não é ganhar presente, mas ganhar a presença de pessoas queridas? Pois é, continua valendo. Nada de ficar triste ou fazer cara feia quando abrir o mimo, ok?

Como deixar o armário em ordem

Responda rápido: você consegue ver todas as suas roupas e acessórios quando abre o armário? Não tem nada entulhado, amassado ou jogado lá no fundo? E os cabides, estão todos alinhados? Se você disse sim a qualquer uma dessas perguntas, parabéns, você é uma mulher de sucesso. Mas se você, assim como eu, pensou em um não em qualquer um dos itens, é hora de aprender a deixar tudo em ordem.

Eu sei, dá preguiça ao pensar em tirar todas as peças do lugar. E só de imaginar o tempo que vai demorar… Mas pense que essa será uma ótima atividade para avaliar quais roupas são usadas e quais devem ser doadas.

Durante a arrumação, separe os itens por famílias, ou seja, agrupe camisetas de manga curta em um espaço, as de manga longa em outro e por aí vai. Essa etapa é fundamental para ver a quantidade de peças que devem ser guardadas. Se o número for grande, vale separar por cor.

Imagem

Lingerie

É a parte que acaba mais bagunçada por conta do uso. Mas dá para manter em ordem com organizadores específicos para calcinhas e sutiãs. Lembre de avaliar a metragem disponível antes de comprar os divisores, ok? Se a verba estiver curta, separe a roupa de baixo por cor e utilização (os mais frequentes ficam sempre na frente para facilitar a visualização). No caso dos sutiãs, evite dobrá-los para não deformá-los.

Roupas de ginástica

Quem tem poucas (meu caso!) pode guardar em uma mesma gaveta. A regra da cor também pode ser aplicada aqui, mas para ficar mais prático, enrole calças e dobre tops e blusas.

Malhas e tricôs

Acredite, você vai usá-los muito neste inverno. Por isso, nada de empilhar no fundo do armário. Escolha uma gaveta (ou quantas forem preciso) e agrupe por material e tipo de gola – arredondada, alta ou “v”.

Pijamas

Também acabam jogados e amassados, mas merecem uma gaveta exclusiva. O tamanho depende da quantidade de peças. O importante é separar uma pilha para pijamas de verão e outra para os de inverno.

Imagem

Calças

Regra número um: uma calça por cabide. Assim, elas não escorregam e não ficam enganchadas. Não tem espaço? Sem problemas! Para ter boa distribuição e visualização mais rápida, posicione o cavalo de todas as peças para dentro do armário.

Bolsas

É sempre assim: você decide sair com aquela bolsa especial que vai combinar perfeitamente com a roupa escolhida. No começo, você até tenta procurar civilizadamente, mas cai no desespero segundos depois e joga tudo no chão até encontrar a maldita. Para não ter mais esse problema, reserve uma prateleira ampla e separe por tamanho, cor e ocasião (as de festa, que são menores, ficam na frente, combinado?)

Sapatos

Você passa a semana dizendo que precisa ir ao shopping para comprar aquela bota de cano alto ou o sapato que vai bombar no inverno. Quando chega em casa e vai guardar a compra, percebe que já tinha algo muito parecido no armário. Calma, não precisa ficar triste. É só agrupar os pares em prateleiras (ou sapateiras) e deixar os pares lado a lado. Vale fazer um rodízio de acordo com a estação: sapatos de frio vão para a frente nos próximos meses e trocam de lugar com sandálias e rasteirinhas quando o calor voltar.

Imagem

Cabides

De nada adianta deixar tudo em ordem se os cabides não forem de qualidade. O material não importa muito, pode ser de madeira, plástico ou aço. O fundamental mesmo é que ele seja próprio para a roupa. Os fininhos combinam com roupas mais leves, enquanto vestidos e casacos pesados pedem opções mais largas. Seja qual for a escolha, opte pelo mesmo modelo para todas as peças para criar uma identidade visual.