[Especial Califórnia] O que fazer em San Diego

IMG_2049[1]

Ontem comecei a série de posts especiais sobre a Califórnia e hoje passo a falar mais detalhadamente das cidades que visitei nas últimas semanas. A primeira parada foi San Diego, que, por sinal, foi o meu lugar favorito de toda a viagem. Localizada bem ao sul dos Estados Unidos, fica pertinho da fronteira do México. Por isso, quase todo mundo lá fala espanhol.

Pegamos o vôo que sai aqui de São Paulo e vai direto a Los Angeles e, de lá, alugamos um carro para chegar em San Diego. O caminho dura cerca de uma hora e meia e a estrada tem paisagens que deixam qualquer pessoa encantada. Chegar de uma viagem longa e ver montanhas, visual de deserto, casinhas chiques no alto do morro e o mar já mostra que a cidade é mesmo especial. Por sinal, lá tem sol quase que o tempo todo. O clima é muito gostoso, de verdade!

O fuso horário da Califórnia tem uma grande diferença com o nosso e está quatro horas para trás. No começo do ano, quando o Brasil está em horário de verão, eles estão em horário de inverno e o relógio deles fica seis horas para trás do nosso. O começo é estranho: nos primeiros dias a gente acordava às 5 da manhã e tinha sono lá pelas 9. O mais engraçado era ligar o facebook e perceber que o pessoal aqui estava saindo para jantar enquanto a gente tinha acabado de almoçar.

Five Guys

IMG_1624[1]

Nós chegamos em San Diego por volta das 11 da manhã e estávamos com fome. Então, depois de deixar as malas no hotel, fomos comer no Five Guys, que vem a ser o meu hambúrguer favorito de todos os tempos. Quem está acostumado a ir a Orlando, sabe que tem várias unidades na rede (como direto quando estou por lá). Na Califórnia, o Five Guys só existe em alguns lugares. Das cidades grandes, a única que conta com essas delícias é San Diego.

Lá, o Five Guys fica em uma avenida bem movimentada e próxima à praia. O que eu mais gosto é a possibilidade de montar seu lanche com o que você gosta. Eu gosto do sanduíche simples com pão, carne e queijo e lá consigo comer exatamente desse jeito sem o menor problema. Além da carne ser maravilhosa, a porção de batatas é gigaaante e vem um copo enorme. Na hora a gente pensa que é impossível comer tudo, mas acredite: é tão bom que a gente come com prazer. Super recomendo essa parada. Não dá para ir embora sem passar por lá!

Ir à praia

IMG_1662[1] IMG_1634[1]

San Diego tem sol, verde e muito mar. Por isso, vale a pena visitar pelo menos uma das diversas praias da cidade. Nós escolhemos a Pacific Beach – que por sinal fica perto do Five Guys – e fomos até lá logo no primeiro dia. Assim como outras praias dos Estados Unidos, ela tem um píer bem comprido que permite caminhar por cima do mar. Amei as casinhas que ficam logo no começo e que são alugadas como hospedagem, principalmente durante o verão.

IMG_1677[1] IMG_1694[1]

Não sei vocês, mas um dos meus sonhos era molhar meus pés no Oceano Pacífico. Já saí daqui de São Paulo obrigando minha mãe a me levar à praia só para isso. A prova está aí em cima (sim, a água é gelada a ponto de doer os ossos dos pés). E olha que bacana: não tem o menor problema ir de calça para a praia. Aliás, o pessoal lá curte mais ficar na areia tomando sol ou praticando esportes enquanto os surfistas é que encaram o mar frio. Por isso, digo e repito: se você também quer dizer às amigas que pisou no Pacífico, aqui está sua melhor chance.

Old Town

IMG_1729[1]IMG_1730[1]

Por estar próxima à fronteira com o México, San Diego é considerada o berço da Califórnia. É lá que a colonização começou. Apesar de hoje pertencer aos Estados Unidos, a cidade ainda carrega traços de sua história e o bairro Old Town é o principal deles. É um passeio divertidíssimo e apresenta diversas atrações, como casinhas típicas do velho oeste que vendem artesanatos e produtos típicos do México. Além disso, tem um palco em que cantores da região podem se apresentar e fazer todo mundo “bailar”.

Mas o que eu gostei mesmo foi da gastronomia. Curto muito os restaurantes mexicanos que fazem sucesso aqui no Brasil, mas sei que não é bem o que eles comem de verdade no México. Então, rolou um certo medinho quando a gente se acomodou em um restaurante em Old Town. Ao contrário do que eu pensava, as fajitas estavam óóóótimas e as margaritas são geladinhas do jeito que a gente gosta e em um copão gigante!

San Diego Zoo

IMG_1736[1] IMG_1742[1] IMG_2056[1]

O zoológico de San Diego é reconhecido internacionalmente como um dos melhores no quesito respeito à vida animal. Isso não significa apenas que são bem tratados. Mais do que isso, podem conviver tranquilamente sem jaulas e com outras espécies (os lobos, por exemplo, vivem e brincam com os cachorros) e os estudiosos trabalham constantemente para prolongar uma espécie e estimulam cruzamentos de forma natural. Experimente seguir a página do zoológico no Facebook para ver tudo que fazem.

Gigantesco, abriga 3.700 animais dos mais variados tipos. Para terem uma ideia, vi até alguns diabos da tasmânia e achei todos muitos fofos. A novidade do zoo é a área chamada de Koalafornia (aliás, achei o trocadilho GENIAL) que, claro, apresenta um grande número de… Koalas! Sim, minha gente, vários koalinhas lindos. O problema é que eles passam a maior parte do tempo dormindo, então é normal vê-los com as cabeças encostadas nos troncos das árvores.

Conta também com espécies mais tradicionais, como girafas, zebras, rinocerontes, hipopótamos e elefantes. Por sinal, eles abrigam um elefante que, por sorte, ainda mantém suas presas de marfim. Isso é muito, mas muito raro. Para conseguir ver tudo, minha sugestão é pegar o teleférico. O passeio vale muito a pena pois permite ver as árvores lá do alto (inclusive o espaço das aves) e uma vista especial da cidade.

Seaport Village

IMG_2006[1] IMG_2037[1]

O Seaport Village é um espaço ao ar livre localizado às margens do mar e mistura área para caminhar e correr, restaurantes e centro de compras. Achei bacana porque fica bem no centro da cidade e dá para ter outra visão. As pessoas são mais chiques e urbanas. Em um lado, fica uma marina com barcos e iates que fazem inveja em qualquer pessoa e, do outro, as lojinhas. Os produtos vendidos são mais turísticos, então dá para encontrar um presente ou uma lembrança especial da cidade. Nós fomos no pôr-do-sol (aliás, lá escurece beeem tarde, lá pelas 20:30) e o visual foi extremamente inspirador.

Ballast Point

IMG_2055[1]

Essa é uma parada obrigatória para quem gosta de cervejas. Fábrica local, a Ballast Point fica no bairro de Little Italy e produz os melhores rótulos da região. A Sculping, por exemplo, foi premiada dez vezes como a melhor do tipo IPA. Aqui vai uma confissão: adoro, adoro mesmo, essas cervejas artesanais, então fiz questão de provar. E realmente ficou entre as minhas favoritas. A Ballast também proporciona aos consumidores uma brincadeira bem bacana e oferece um kit degustação (esse da foto) com doses de cervejas criadas pelos próprios funcionários. Depois de beber, entra a parte de avaliar com notas quesitos como sabor, cor, aroma e por aí vai. As melhores passam a entrar no menu da fábrica. E quem estiver com fome ainda pode pedir o cheeseburger que é maravilhoso!

Sea World

IMG_2114[1] IMG_2146[1]

Como falei no post anterior, sei que muita gente critica o Sea World por causa do documentário Black Fish, que acusa o parque de supostamente maltratar os animais. Em duas vezes, tive a oportunidade de conhecer os bastidores do Sea World e vi que a história não é bem assim. Eles super se preocupam em preservar a vida marinha e inclusive promovem resgates na região. Então, recomendo muito a visita neste parque que, para mim, é infinitamente melhor do que o de Orlando.

Nós fomos em uma terça e o parque estava completamente vazio. Não pegamos fila para absolutamente nada e conseguimos ir em todas as atrações ainda na parte da manhã. A entrada já é mais bacana do que a de Orlando. Estruturas em vários tons de azul fazem com que a gente realmente sinta que está entrando no oceano. E tem mais: o parque foi construído às margens do mar. É só olhar o visual da foto ali de cima para comprovar: com um cenário assim, o local é mesmo especial.

 IMG_2088[1] IMG_2117[1]

IMG_2123[1]

O que eu mais gosto em parques temáticos são as atrações, então vamos começar pelo Journey to Atlantis. Se você já foi ao parque de Orlando, deve estar pensando que lá tem um brinquedo igual. Ele pode até parecer, mas é muito, muito, MUITO melhor. O de San Diego não tem bonequinhos na parte interna da construção. É uma montanha-russa aquática de verdade.O carrinho já começa subindo horrores e é encaminhado para essa descida da foto. Mas depois ele sobe de novo de um jeito muito criativo (que eu não vou contar para não estragar a surpresa). É um dos meus brinquedos favoritos de todos os tempos.

O teleférico é lindo porque passa em cima do mar e é bem alto, o que permite ter uma visão única da cidade. Eu já estava apaixonada por San Diego, mas depois disso fiquei ainda mais. E o legal é que você vai e volta, sem precisar descer em uma parte desconhecida do parque.

Por fim, a Manta, que tem o mesmo nome da de Orlando, mas não funciona com os passageiros deitados. Isso tinha me deixado um pouco desanimada quando ocupei meu lugar, mas o sorriso veio em questão de segundos. Logo no início, somos transportados para um local em que um telão acende e mostra uma raia gigante te puxando. O carrinho, lógico, arranca em alta velocidade. Diversão pura. Fui três vezes, duas seguidas e todas na primeira fileira (parque vazio dá nisso, né?). Imperdível para fãs de adrenalina.

Fashion Valley

Esta foto é do site do shopping. Estava tão empolgada fazendo minhas compras que esqueci de tirar uma foto para compartilhar por aqui

Esta foto é do site do shopping. Estava tão empolgada fazendo minhas compras que esqueci de tirar uma foto para compartilhar por aqui

Atenção, consumistas! San Diego tem um dos shoppings mais bonitos que eu já conheci. Ao ar livre, o Fashion Valley tem mais de 200 lojas e entre elas estão as que moram nos nossos corações, como Forever 21, H&M, Apple, Victoria’s Secret, Charlotte Russe, M.A.C., Kate Spade e por aí vai. Importante dizer que não é outlet e que os preços são um pouquinho mais caros, mas vale a pena para procurar aqueles itens difíceis. Ou então para fazer uma refeição especial. Só para deixar vocês com água na boca: lá tem The Cheesecake Factory, que vem a ser um dos melhores restaurantes do mundo – saudade eterna do cheesecake de oreo!

La Jolla

IMG_2171[1] IMG_2210[1]

Nossa última parada em San Diego foi o bairro de La Jolla (pronuncia-se “La Rôia”), que é mais distante e com custo de vida mais elevado. As principais ruas são cheias de lojinhas bacanas – tem uma da Benefit – e restaurantes para todos os tipos de paladares, mas o gostoso mesmo é ir de dia para passear pela praia. Já não basta ser um lugar lindo, daqueles que enchem nossos olhos, La Jolla ainda é ocupada por leões marinhos, as minhas paixões. E lá você consegue descer até aspedras e vê-los bem de pertinho. É tão gosto ver animais em seus habitats! Deu até ânimo para continuar a viagem!

Como falei várias vezes, San Diego é linda e foi a minha cidade favorita da viagem.Tive a sensação de estar em casa. E confesso: chorei um pouquinho na hora de ir embora. Ou seja, vou ter que voltar – o que não vai ser nada difícil 🙂

Anúncios

4 comentários sobre “[Especial Califórnia] O que fazer em San Diego

  1. Pingback: [Especial Califórnia] 7 motivos para conhecer a Disneyland | Fik Dik

  2. Pingback: [Especial Califórnia] O que fazer em San Francisco | Fik Dik

  3. Caa!!! Moro em San Diego ha quase 10 anos e nao troco essa cidade por nada nesse mundo!!! Voce conheceu todos os lugares perfeitosss para quem quem conhecer San Didi!!! Proxima vez nao se esqueca de Coronado, Ocean Beach (uma pegada mais hippie) e Del Mar!!! Sem falar nos restaurantes pequenos e super famosos!!! 😉

    Qd vier novamente me avisa que fazemos um tour e experimentamos mais cervejarias locais! 😀

    Bjokss

    http://www.blogvanessabastias.com

    • Não acredito, Van! Meu sonho é morar em San Diego, iria agora para ficar para sempre rs… Ocean Beach eu conheci e AMEI, mas realmente faltaram algumas coisas. Descobri que 4 dias é muito pouco porque a cidade é maravilhosa! Pode deixar que eu voltar com certeza e te aviso para fazermos o tour. Muito obrigada pela visita! Bjs! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s