Top 5 – Os beijos mais marcantes do cinema

my-girl2

Todas as mulheres que, assim como eu, são ligadas em datas fofinhas, sabem que hoje (13) é comemorado o Dia do Beijo. E quanto à origem dessa homenagem, alguém arrisca um palpite? Até hoje, é difícil afirmar quais foram os motivos que levaram à criação, mas tudo indica que tem a ver com Enrique Porchelo, um italiano metido a Dom Juan que beijava todas as donzelas da vila em que vivia. No dia 13 de abril de 1882, o padre local ofereceu um prêmio para as mulheres que não tinham sido beijadas por ele e ninguém apareceu. Diz a lenda que o tesouro está escondido em algum lugar da Itália*

A gente sabe que um beijo sincero e verdadeiro realmente tem o poder de transformar nosso dia e nosso astral. Por isso, preparei um top 5 com os meus beijos favoritos do cinema. Vamos a eles?

A Dama e o Vagabundo

dama-e-vagabundo-a-dama-e-o-vagabundo

Já contei algumas vezes que toda a minha família é louca por cachorros. Então é fácil entender por que esse é um dos meus filmes favoritos da Disney. Desde pequena, acho tão fofa a história de Lady, uma cocker adotada ainda filhote que é tratada como uma verdadeira dama pelos donos e que se apaixona por um vira-lata malandrão. Em uma das cenas mais clássicas do cinema, ele a leva para jantar nos fundos de uma cantina. Enquanto estão comendo, acabam “sugando” o mesmo macarrão e, sem perceber, acabam se beijando. Tão bonitinho, gente!

Sem falar que eu AMO a cena em que a Lady fica com ciúme do bebê que os donos têm. Meu cachorro é assim até hoje. E por falar no meu cachorro, adoro que eles usam um dachshund (o salsichinha, da mesma raça que o meu) como aquele que vai cavar o túnel para escapar da carrocinha. Salsichas adoram cavar.

Homem-aranha

2

Não me pergunte por quê, mas o homem-aranha sempre foi meu herói predileto. Tenho certeza de que o filme lançado em 2002 tem muito a ver com isso. Estava em uma expectativa enorme para ver o longa, que teve cenas refeitas por conta do ataque de 11 de setembro, e acabei me apaixonando pelo longa.

Ok, sabemos que a história até é um pouco bobinha, mas todas nós suspiramos quando Peter Parker e Mary Jane se beijam pela primeira vez. Para quem não se lembra: ele está de cabeça para baixo, vestido como o super-herói e ela tira a máscara dele apenas o suficiente para que eles possam se beijar. É tudo tão envolvente que por muitos anos eu sonhei em reproduzir essa cena (ainda não consegui).

Diário de uma Paixão

160343post_foto

Normalmente, filmes baseados em livros não costumam ser tão bons quanto a obra original. No caso de Diário de uma Paixão, a situação se inverte. O filme, inspirado no livro homônimo do escritor Nicholas Sparks, é muito mais rico do que o livro e acaba nos envolvendo de uma forma muito mais bonita. Isso porque mostra a juventude de Noah e Allie, enquanto o livro começa muitos anos depois, quando eles já estão separados.

Acontece que ela está noiva e decide reencontrar Noah para saber se ainda o ama ou se pode se casar com outro homem. No começo,  ela até tenta se segurar, mas descobre que é impossível resistir aos encantos de Noah e o resultado é uma cena de beijo que entrou para a história – vale lembrar: o Ryan Gosling (♥) e a Rachel McAdams namoraram depois desse filme. Uma questão de química, né?

Malévola

malevola-beijo

Para mostrar que um beijo sincero não precisa necessariamente ser dado por um casal, recorro a um filme recente. Lançado no ano passado, Malévola é mais um dos longas que veio com a proposta de quebrar com os velhos paradigmas criados pela Disney. Inspirado na animação clássica A Bela Adormecida, mostra outro lado da história da menina que picava o dedo na roca e dormia eternamente.

Na nova versão, descobrimos que Malévola não é tão má assim e, na verdade, sente rancor por ter sido desprezada por um homem que mais tarde se torna rei. Ela até tenta odiar a filha dele, a princesa Aurora, mas acaba se afeiçoando pela menina e tenta quebrar o feitiço que lançou, mas não tem sucesso. O resultado é que a garota cai em sono profundo. Mas adivinhem qual beijo a desperta? Sim, um beijo de mãe. Fofo, né?

O Segredo de Brokeback Mountain

tumblr_lg2l1liqgB1qdd5kt

Quem disse que apenas filmes com beijos dados por casais heterossexuais merecem destaque? Nada disso. Qualquer tipo de amor, independente de opção sexual, vale a pena, não acham? Um belo exemplo é O Segredo de Brokeback Mountain, que mostra a relação de dois vaqueiros, que acabam se apaixonando.

Em muitos momentos, os beijos que trocam são tão envolventes que nós ficamos na torcida para que eles fiquem juntos. O clima de romance é tão grande que o filme caiu no gosto do público e foi indicado para diversos prêmios, entre eles o Oscar, no qual venceu na categoria de melhor direção. Importante: é um dos filmes mais marcantes do ator Heath Ledger, que, infelizmente, morreu três anos depois.

Gostaram da seleção? Como sempre, basta escolher o que mais agrada e aproveitar para beijar muito.

*Fonte: Bolsa de Mulher
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s