8 objetos substituídos pela tecnologia

Já imaginou como seria a vida sem o celular por perto? Como faríamos para mandar uma mensagem para as pessoas e como saberíamos o que acontece no resto do mundo em tempo real? Apesar de parecer algo totalmente impossível, vale lembrar que até pouco tempo a vida era assim. Isso porque os primeiros celulares só chegaram ao Brasil na década de 1990 e os smartphones aterrissaram por aqui há apenas cinco anos.

Desde então, os dias ficaram muito mais práticos. Não é uma delícia ter tantas facilidades em um único aparelho? Mas esses benefícios acabaram deixando para trás uma série de objetos que faziam o maior sucesso. Vamos relembrar?

Câmera fotográfica

img-e927aae6.jpeg.optimized

Já contei algumas vezes que eu adorava aquele clima de ansiedade que pairava no ar depois que a gente deixava o rolo de filme da câmera fotográfica para revelar. Pois é, as primeiras câmeras digitais começaram a bombar em 2003. Eram aqueles modelos enormes, com um design até antiquado, mas que eram um sonho de consumo. Hoje é dificílimo encontrar alguém saindo por aí com uma câmera na mão. Tudo porque é muito mais fácil fazer uns cliques com o próprio celular. Temos que concordar, mas que dá saudade, dá.

Gravadores de voz

gravador-de-fita

Certo dia, uma amiga minha apareceu com um gravador de voz e foi uma verdadeira diversão. Passamos horas brincando e criando as mais variadas situações. Era aquele modelo antigo, com fita e tudo. Quando estava prestando vestibular, ganhei um mais moderno e digital. Só que o som… bom, o som não era lá essas coisas. Daí lançaram um dispositivo no próprio celular e foi uma glória. Não tem nada melhor do que apenas apertar um botão para iniciar ou concluir uma gravação. Ninguém precisa sair por aí carregando aquele aparelho enorme. Nós, jornalistas, agradeceremos eternamente por essa tecnologia.

Cartas

Captura-de-Tela-2013-10-29-às-10.06.46-545x359

Talvez seja o fato da minha facilidade para escrever, mas gostava tanto de mandar cartinhas para as amigas e enviar pelo correio… Mas aí chegou o e-mail e hoje todo mundo se comunica pelo mundo virtual. Ok, é mais prático, mais rápido e até dá uma preguiça de pensar em reservar um tempo, pegar uma folha em branco e escrever o recado à mão. Mas era tão gostoso e ficava com um toque mais pessoal, não acham?

Mapas

img_0722

Tempos difíceis em que era preciso decifrar um mapa complicado ou parar um desconhecido no meio da rua para chegar a um destino desconhecido. O GPS não é uma das melhores invenções dos últimos tempos? É só digitar o endereço e seguir as instruções para fugir do trânsito e chegar na hora exata daquela festa bacanuda. Sim, às vezes ele nos faz dar mil voltas e entrar em ruas perigosas, mas é uma praticidade e tanto. Quem concorda?

Lojas de discos

image012

Essa também dói no coração. Em um mundo não muito distante, não existia Youtube e a gente se contentava em ver os clipes das nossas bandas favoritas na MTV. Também não tinha como baixar as músicas, então era uma felicidade enorme entrar nas lojas de discos. Gastava toda a minha mesada em CDs e ficava histérica quando comprava algum pela internet e a encomenda chegava. Daí nasceram os primeiros programas para baixar músicas (saudade Kazaa) e a moda era gravar os próprios CDs. Até o iPod chegar com tudo e provocar a ira dos músicos. Mesmo assim, sou tão apegada com os meus CDs que não consegui repassar minha coleção. Alguns álbuns ainda estão guardados no meu quarto com muito carinho.

Secretária eletrônica

Digital_Answering_Machine

E aqueles dias em que a gente chegava em casa e via uma luzinha vermelha piscando no aparelho de telefone fixo? Era o sinal de que alguém tinha deixado uma mensagem. A famosa secretária eletrônica pode ser considerada a mãe do SMS e avó do Whatsapp, pois foi um dos primeiros sistemas a permitir o envio de mensagens para uma pessoa. Hoje a gente até tem a opção de deixar uma mensagem de voz, mas é tão mais cômodo digitar, não é?

Lista telefônica (ou agenda de telefone)

40059

Houve um tempo em que a gente não tinha internet e precisava consultar aquele listão enorme cheio de números pequeninos para encontrar o telefone de uma loja ou médico. E quando se tratava de registrar os contatos favoritos, a solução era anotar à mão em uma agenda. Como a gente usava muito mais o telefone fixo, era mais fácil guardar os números na cabeça. Mas, com a chegada dos celulares, é bem mais tranquilo salvar os dados na memória do aparelho e só apertar um botão para ligar.

Monitor de tubo

monitor_crt

Quando os primeiros computadores chegaram por aqui, foi uma verdadeira revolução. Hoje a gente admite que eles ocupavam um espaço gigante nas nossas casas. Lembra daquele monitor branco enorme em formato de tubo? Demorou alguns anos, mas ele finalmente foi substituído por telas planas, muito mais cômodas e bonitas. Elas ainda existem, mas tem quem prefira usar um notebook ou o próprio celular.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s