11 motivos para amar São Paulo

ilovesp_o2indica_240113

Sou nascida e criada em São Paulo. Tenho sotaque bem típico (embora meu “R” esteja ficando mais parecido com o sotaque do interior do estado) e falo todas as gírias possíveis que são comuns entre os habitantes da minha cidade. Se eu gosto dela? Bom, já gostei mais. Mas, apesar de estarmos em um período de crise, eu não consigo deixá-la. Além da certidão de paulistana, foi aqui que eu estudei, cresci, aprendi valores, me tornei uma profissional e onde eu trabalho. Sem falar na minha família, que ocupa um lugar muito especial na minha vida.

Então, embora eu tenha muito orgulho do meu lado carioca (herdado pelo meu pai) e não veja a hora de curtir a praia de lá, eu também aproveito muito meus dias na maior cidade do Brasil. E essa cidade, tão grande e tão cheia de problemas, vai fazer aniversário no próximo domingo (25). Para aproveitar a data, resolvi listar o que tem de mais legal na capital paulista. Olha só:

1. Diversidade cultural

lago

Em alguns finais de semana, eu até penso que não tenho nada para fazer. Mas, em São Paulo, só fica em casa quem quer. Tem atividades para todos os gostos. Explico: temos um milhão de cinemas que passam desde filmes clássicos e fora do circuito até grandes complexos com salas 3D e 4D. Temos diversas peças de teatro e versões dos musicais da Broaday (que, aliás, não devem em nada). Temos artistas de vários estilos que se apresentam diariamente. Temos uma rota incrível de exposições em cartaz. E temos muitos parques para quem gosta de se exercitar ao ar livre. Tédio? Ele até aparece, mas vai embora rapidinho.

2. A gastronomia é excelente

belo_horizonte_gastronomia_atelier_culinario

Sem sombra de dúvida, esse é o meu fator favorito de morar em São Paulo. Aqui a gente come de tudo, em qualquer lugar e horário. Quem gosta de fast food encontra ótimas lanchonetes (em casa a gente tem um ranking dos melhores cheeseburgueres da cidade que vive mudando). Mas não é só isso: temos restaurantes de comida árabe, francesa, italiana, japonesa, chinesa, tailandesa e por aí vai. Até os naturebas e vegetarianos encontram boas opções. Sem falar que as nossas padarias são maravilhosas. Algumas oferecem até almoço por quilo. O preço? Viver aqui não é barato e isso influencia na hora de comer. Mas dá para se alimentar muito bem sem ficar com aquele peso no bolso.

3. Rota de grandes shows

lola-pplateia

Ok, o Rock in Rio não é nosso. Mas, em compensação, recebemos a edição brasileira do Lollapalooza e somos o palco de outras dezenas de festivais nacionais e internacionais. Sabe aquele artista que você tanto gosta e que está em turnê pelo Brasil? Pode ter certeza de que ele fará uma apresentação. Somos a sexta maior cidade do mundo e a mais populosa da América Latina, então é praticamente impossível que um artista ou banda venha ao País e não faça uma paradinha por aqui. E muitos deles elegem os shows aqui como os seus favoritos. Tudo porque a gente dorme na fila, passa mal, grita, pula e canta todas as músicas. Não é à toa que eles quase sempre voltam.

4. Temos um shopping a cada esquina

shopping27

Bom, não exatamente a cada esquina, mas é praticamente isso. Dizem que a praia do paulistano é o shopping e eu tenho que concordar. Seja de manhã, seja de noite, os centros comerciais estão sempre lotados. E hoje em dia é possível fazer de tudo dentro deles. Esqueça os cinemas e os restaurantes sofisticados. Os locais mais modernos contam com teatros, salões de beleza, academia, hipermercados e até laboratórios de saúde. Resumindo: não dá para fugir deles. E, se cansar de algum, é só andar mais alguns passos até encontrar o próximo.

5. Tem gente de todos os estilos

0031

Em São Paulo, tem espaço para todo mundo. Temos a Liberdade, bairro conhecido por abrigar os japoneses, o Bixiga dos italianos, a Vila Madalena dos jovens, a Vila Olímpia das baladas, a Avenida Paulista dos grandes centros empresariais e a Galeria do Rock, que fica no centro e como o nome diz, reúne fãs de música. É incrível cruzar com gente com tantos estilos e descendências diferentes. Experimente perguntar a origem da família de um paulistano para ver como a resposta é confusa. Eu mesma, por exemplo, tenho familiares da Itália, Chile, Argentina, Rússia, Inglaterra e Líbano.

6. Calculamos tudo de acordo com o trânsito

TRÂNSITO NO CORREDOR NORTE-SUL

Nós sempre marcamos nossos compromissos com antecedência porque sabemos que existe um empecilho à vista: o trânsito. Sim, amigas, não dá para falar de São Paulo sem mencionar os engarrafamentos que nos acompanham diariamente. Voltar para casa depois do expediente pode durar horas, em alguns casos o mesmo que a gente leva para viajar ao interior.  Mas, olha, nós nos acostumamos. Levamos petiscos para comer no carro, retocamos a maquiagem, damos carona para as amigas e algumas pessoas até estudam um novo idioma por meio de CDs enquanto estão paradas. Apesar disso, temos que admitir: quando a cidade está livre, o que só acontece em feriados e olhe lá, é uma felicidade plena!

7. A moda é extremamente democrática

sp_groupon4

Ok, não temos a liberdade do Rio e outras cidades à beira-mar que te permitem andar em qualquer lugar de chinelo e short. Porém, temos opções para todos os gostos. A Oscar Freire, por exemplo, é o paraíso das fashionistas e conta com grifes de luxo nacionais e internacionais. Já o Bom Retiro é o bairro de quem gosta de economizar. Isso mesmo, as lojas não são tão renomadas, mas apresentam as mesmas roupas por um preço beeeem amigo. Dá para fazer combinações incríveis por lá, especialmente na Rua José Paulino. E, claro, não podemos falar de centros de compras sem mencionar a 25 de Março, considerado o maior espaço de comércio ao ar livre. O que tem de bom por lá? As bijus são o ponto forte, mas também é possível encontrar bolsas e outros acessórios. Mas paulistano que é paulistano sabe: 25 de Março é sinônimo de multidão. Se você tem pavor de locais aglomerados de gente, é melhor evitar.

8. A praia não fica tão longe

Orla-praia-de-Santos

Confesso: eu adoraria sair do trabalho e dar um mergulho no mar ou passar o sábado na praia. Dá uma certa invejinha quando vemos fotos dos famosos se refrescando enquanto a gente sofre com o calor seco e intenso de São Paulo (que, convenhamos, não anda devendo em nada ao calor do Rio de Janeiro). Mas vamos pensar pelo lado bom? Bastam algumas horinhas de viagem para chegar ao litoral paulista. Sim, enfrentamos horas de trânsito – principalmente nos feriados prolongados – e as nossas praias podem até não ser as mais bonitas, mas ao menos nós temos praias no nosso território, não é? Poderia ser bem pior!

9. O nosso metrô é um dos melhores do País

Metrô-SP

Esse vai ser polêmico, mas eu explico. Nosso sistema de metrô ainda precisa melhorar MUITO, chegar até bairros mais afastados e apresentar um método mais eficiente que atenda a população, mas ainda assim é um dos meios de transporte que mais funciona em São Paulo. Por ser subterrâneo, não corre o risco de ficar preso no trânsito e faz com que você chegue na estação desejada muito mais rápido do que se fosse de ônibus. Antes de me julgar, eu sei que muita gente já foi prejudicada por causa do metrô e eu mesma já andei totalmente espremida em vagões superlotados. De qualquer forma, ouço dizer que é o melhor metrô que existe no Brasil justamente pela quantidade de linhas – ainda que muitos bairros não sejam atendidos por esse tipo de transporte.

10. Nossa cidade não dorme

16464

Dizem que São Paulo é parecida com Nova York por muitos elementos, como o fato de funcionar de madrugada. Existem muitos estabelecimentos 24 horas e outros que só encerram suas atividades lá pelas 4h. Saiu da balada com fome? Experimente um dos milhares de restaurantes à disposição ou peça comida por delivery (sim, muitos ficam abertos até tarde). Podemos incluir nessa lista supermercados, padarias, farmácias e por aí vai.

11. Temos espaço para todos os estilos musicais

balada_bx_shutterstock

Assim como existem bairros conhecidos por abrigar os vários imigrantes e descendentes que vivem por aqui, temos também opções variadas para todos os fãs de música. Experimente sair de fim de semana para ver a variedade de casas noturnas. Muitas se especializam em tocar um único estilo de música. Além das eletrônicas, existem as que investem em sertanejo, samba, rock, salsa e outros ritmos. Resumindo: todo mundo pode se divertir, dançar e cantar em São Paulo. É só escolher a opção da vez.

Viram só? Minha cidade tem muitos defeitos, mas também tem uma série de atrativos que fazem com que ela seja especial e querida. Parabéns pelos seus 461 anos, São Paulo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s