Campos do Jordão fora do óbvio

331_17305_img_5913_212

Quem mora em São Paulo sabe que não tem nada mais gostoso do que subir a serra no inverno e curtir as delícias de Campos de Jordão, localizada a cerca de 170 km da capital. Eu, como boa paulistana, faço parte do time. Desde que me entendo por gente vou para lá. Teve a época de criança em que o legal era passear de trenzinho e de teleférico (hoje morro de medo!), teve a época de adolescente em que me jogava em qualquer tirolesa que aparecia no caminho e teve ainda a época da faculdade em que o bacana mesmo era escolher a balada da noite. O chato é que depois de adulta é difícil arrumar um tempo para ir até lá.

Problema resolvido, já que aproveitei o último final de semana para visitar a cidade com alguns amigos queridos. A primeira coisa que todos nós reparamos é que Campos é muito melhor fora de temporada. Em julho, o local ferve de turistas em qualquer dia e horário. É tudo lotado e caro. É praticamente impossível andar pelas ruas do centrinho do Capivari.  Mas, se você gosta de agito e ainda não conhece a nossa praia de inverno, o melhor mesmo é se juntar ao povão. Se você prefere relaxar, escolha outra época. Eu garanto: vale muito a pena!

Em Campos, o dia amanhece assim: céu azul sem uma única nuvem

Em Campos, o dia amanhece assim: céu azul sem uma única nuvem

Apesar de conhecer bem a cidade, tem muitos pontos turísticos que eu não explorei tão bem. Um deles é o Palácio Boa Vista (também conhecido como Palácio do Governo), que, em 2014, comemora 60 anos. Acabei levando o pessoal para lá porque, na minha humilde opinião, é uma das regiões com as vistas mais bonitas. No trajeto, dá para ver a famosa Pedra do Baú, que recebeu esse nome por conta do formato retangular e achatado. Muita gente não sabe, mas o Palácio – utilizado como casa de veraneio pelo Governo de São Paulo – fica aberto para visitação. Eu só tinha entrado uma vez, quando era criança, e voltei a conhecer os aposentos agora.

O passeio é gratuito e dura meia hora. Um guia leva o grupo de ambiente em ambiente e cita o diferencial de cada espaço. Para quem gosta de arquitetura e decoração, é uma verdadeira aula. Tem objetos lindíssimos, como o espelho gigante de cristal belga que decora a sala de estar. Gostei também pelas curiosidades e dados históricos, como as ânforas (espécie de vaso) doadas pelo Governo da França há muitos anos.

Depois da visita, vale se acomodar em uma das mesas do Café Palácio, que fica do lado de fora da mansão, e se proteger do frio com os cobertores que ficam à disposição. É mais bonito no final do dia, quando o sol começa a se por e ilumina as casas que ficam nas montanhas. É lindo de verdade! Para esquentar, pedi um chocolate quente latte, com a borda da xícara coberta por brigadeiro (delicinha calórica, mas que vale a pena!).

Além de servir como casa de veraneio, o Palácio Boa Vista também abriga exposições

Além de servir como casa de veraneio, o Palácio Boa Vista também abriga exposições

Quando a noite chega é hora de escolher um local para jantar. Como a cidade recebe muitos turistas, tem opções para todos os gostos. Mas os mais procurados são os rodízios de fondue. Tinha ido uma vez em um e a experiência não foi muito boa. Além do atendimento não ter sido lá essas coisas, o preço era bem elevado. Aí entra o diferencial do Krokodillo: por menos de R$ 60 você come até não aguentar mais. Entenda isso como muita, mas muita mesmo, opção de comida. Além do queijo (que por sinal é bem levinho e muito gostoso) e da carne, tem frango, linguiça, lombo, coração e uma bandejinha com pasteis de queijo, batata frita e bolinhos de arroz. Só de falar já dá água na boca, né?

Mas o banquete continua, porque a sobremesa conta com o tradicional fondue de chocolate. Eu nunca tinha visto tanta fruta junta na vida. Tem morango e banana, que são mais comuns, mas também tem uva, maçã, abacaxi, mamão, melão e por aí vai. Resumindo: esqueça qualquer dieta porque é  impossível se conter. O único ponto negativo é que eles não aceitam cartão (nem mesmo os de débito). O jeito é levar dinheiro ou cheque para não ter problemas.

Krokodillo: ambiente agradável e muita fartura na mesa

Krokodillo: ambiente agradável e muita fartura na mesa

Campos não é só da gastronomia. Tem trilhas muito bonitas para quem gosta de apreciar a natureza, como a que leva à cachoeira do Horto Florestal, e tem malhas com preço mais baixo do que as lojas de marca. Aconselho não comprar de primeira e garimpar porque tem muita variedade. Você com certeza vai encontrar o que está procurando.

De resto é só deixar os problemas de lado e relaxar. Eu não vejo a hora de voltar!

_________________________________________

Serviço

Palácio Boa Vista: Avenida Adhemar de Barros, 3001 | De quarta a domingo e feriados das 10h às 12h e das 14h às 17h | http://www.palacioboavista.com.br

Krokodillo: Unidade 1 – Avenida Senador Roberto Simonsen, 1350, Vila Capivari | Unidade 2 – Avenida Pedro Paulo, 21 – Capivari | http://www.restaurantekrokodillo.com.br

Guia de Campos do Jordão (com dicas de hotéis, pousadas, restaurantes, passeios e notícias): http://www.guiadecamposdojordao.com.br

 

Crédito das imagens: Guia de Campos do Jordão, Arquivo pessoal, Cristiano Tomaz e Krokodillo

Anúncios

2 comentários sobre “Campos do Jordão fora do óbvio

  1. Pingback: 7 comidas e bebidas típicas do outono/inverno | Fik Dik

  2. Pingback: 5 Destinos para conhecer no inverno | Fik Dik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s