Cinco motivos para ver “Império”

Logo-Império

Ok, eu confesso: sou noveleira. Sou daquelas que desenvolve teorias mirabolantes tentando adivinhar quem matou quem, que, se gostar, assiste a mesma história duas vezes no Vale a Pena Ver de Novo (três se você considerar a reprise do canal Viva) e desmarca qualquer compromisso para assistir ao primeiro e ao último capítulo. O problema é que, nos últimos tempos, estava difícil acompanhar alguma trama. Isso porque ou você se contentava com gente de cabelo colorido, dinossauros, ilhas perdidas e atores com sotaques bizarros ou ficava triste por ver o Manuel Carlos estragando toda a sua carreira (saudades eternas de “Laços de Família”) com aquela porcaria chamada “Em Família”.

A última novela das nove foi tão ruim, mas tão ruim, que durou apenas cinco meses e acabou na última semana. O que isso significa? Que ontem foi dia de sentar no sofá e acompanhar a estreia de “Império”. Valeu a pena! Fazia tempo que uma história não me prendia tanto. Explico em cinco itens:

A trilha sonora é muito boa: vamos parar para pensar nas últimas músicas que tocavam na abertura? Teve o Kuduro e o seu famoso “oi, oi, oi”, Seu Jorge e a lenda da Capadócia, Daniel e o inesquecível “vida, vida, viiiiida” e a sonolência da Ana Carolina. Nessa vai ser Beatles! Sim, isso mesmo! E pelo que percebi a trilha vai ser toda aproveitada com hits que marcaram outras novelas e nomes de peso, como Rihanna, Lana Del Rey, Shakira, Coldplay, Beyoncé… Ou seja, já vale a pena só por esse motivo.

10549651_636664073098578_1547857712_n

Hugo Gloss postou essa foto da possível trilha

O autor é top: Aguinaldo Silva não era meu autor favorito, mas aí lembrei que ele criou a Nazaré e o Crô e reconsiderei a lista. Fato é que ele escreveu novelas que fizeram muito sucesso, então não foi à toa ele ter sido chamado para salvar o horário. Ao contrário da lenga-lenga do Maneco, ele costuma fazer umas histórias bem reais (viu, nada de mulher casando com o homem que é ex da mãe, quase assassino do pai e causador da morte do avô) com elementos de comédia.

Sem título

Ele já fez mesmo muita coisa boa.. Olha aí alguns exemplos!

O protagonista é anti-herói: me cansa muito aquela história do protagonista bonzinho, que chora o tempo todo, toma umas mil bofetadas e se ferra até o último capítulo. Aí que entra o poder do José Alfredo, que já começou a novela seduzindo a própria cunhada. Ele está longe de fazer o tipo bonitão (embora o Chay Suede seja muito fofo ♥) e carismático, mas já conquistou todo mundo exatamente por isso. Sem ter onde cair morto, ele conhece um homem que muda sua vida e o transforma em uma pessoa rica e poderosa. Estou amando as cenas em que ele está na Suíça e tenta falar em português com as pessoas. Aprovadíssimo!

lexandre-nero-e-chay-suede-encarnam-duas-fases-do-protagonista-jose-alfredo-1403733332819_615x300

Muito amor, gente! 

A vilã é realmente mã: vilão, para mim, tem que assumir seu papel e fazer tantas maldades a ponto de chocar os telespectadores e fazer com que eles xinguem o ator se o encontrarem na rua. A Marjorie Estiano concorda comigo e arrasou no capítulo de ontem – já fizeram até perfil no Instagram homenageando sua personagem Cora. Senti um quê de Carminha e da Natasha da Vagabanda, nos tempos áureos de Malhação. Eu tinha medo delas de verdade, então com certeza já é um ponto positivo. Ah, tem mais: a Drica Moraes assume na segunda temporada e ela sempre manda bem. Estou sentindo que vai ser sucesso!

imperio-marjorie-estiano-e-drica-moraes-71345

E no capítulo de hoje, ela soltou: “Você vai trabalhar no camelô? Que coisa de pobre” sendo que ela mora de favor com a irmã…

A história promete: sim, é aquela velha trama da menina pobre que pode ser filha de um homem rico, mas não é disso que a gente gosta? Podemos não querer mais os mocinhos certinhos, mas gostamos de torcer pelos bonzinhos e de nos indignar com quem é mau. E vai ver era exatamente isso que estava faltando: o bom e velho clássico.

“Império” começou agora, então com certeza ainda teremos muuuuito o que falar. Como boa noveleira, só posso comemorar!

Anúncios

3 comentários sobre “Cinco motivos para ver “Império”

  1. Pingback: 9 motivos que fizeram 2014 ser o melhor ano da sua vida | Fik Dik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s