[Resenha] MiraCurl: Testado e aprovado

MiraCurl_Babyliss_Pro_Nano_Titanium_-_Perfect_Curl_Starbeauty_Cosmeticos...

É praticamente impossível encontrar uma mulher que seja 100% feliz com os cabelos. Sou dessas. Nos meus primeiros anos de vida, meu cabelo era tão liso, mas tão liso, que minha mãe colocava uma fivela antes de me levar para a escola e ela se soltava dos fios já no elevador. Aí veio a adolescência e seus lindos hormônios transformaram meu liso perfeito em ondas à la Elba. Pois é! Naquela época, não tinha nada inovador, então não tinha outro jeito a não ser assumir a rebeldia. Aos 12 anos, ganhei uma chapinha que funcionava com um recipiente de água (é velha, mas naquele tempo ela era considerada a top das chapinhas) e eu alisava no domingo para fazer bonito na aula do dia seguinte e só lavava de novo na quarta à tarde – eu sei, era feio.

Para piorar as coisas, comecei a clarear o cabelo com 14 anos. Ou seja, brilho, maciez e leveza eram texturas que passavam longe daqui. A solução só apareceu quando eu me rendi à progressiva, em 2007. Então hoje eu consigo sair por aí com o cabelo liso novamente (claro que com muito secador e a minha chapinha deusa de laser que me acompanha há nove anos). Só que aí entra um outro problema: e na hora de cachear? Porque mulher nenhuma se dá por satisfeita e eu gosto de enrolar quando tenho alguma festa ou evento.

O bichinho tem tanta química que nada, nada mesmo, funcionava. Já tentei babyliss, grampo, rolinho, bobes e até escova rotatória (também conhecida como as dez parcelas mais inúteis da minha vida!). Como nada dava certo, eu tinha que ir até o cabeleireiro, gastar milhões e sair de lá à base de spray e laquê. Já tinha me acostumado a essa rotina quando comecei a ver as pessoas falando do MiraCurl, um aparelho inovador que diziam enrolar seu cabelo de verdade. Mas, claro, como nem tudo é perfeito, o produto mágico tinha um preço que não era nada gostoso – em média, um valor aproximado a mil reais.

image

Aquela vontadinha que vinha crescendo dentro de mim aflorou de vez quando meu padrasto foi viajar de férias para os Estados Unidos. Comecei a pesquisar para ver se achava algum genérico mais barato e encontrei algumas opções. Ele achou, comprou e disse que todo mundo (sério, todo mundo mesmo!) estava com um desses na mala durante a volta.

No primeiro teste, não consegui fazer um cachinho sequer. Aí corri para a internet e comecei a ver alguns tutoriais para então entender. Vi resultado logo na segunda tentativa e hoje ele virou meu melhor amigo e salvador de beleza. Já usei em três eventos, a última vez foi no sábado passado, e arrumei meu cabelo em (sim, isso mesmo) 10 minutos! Apenas para terem uma ideia, quando quero deixar liso, levo em média uns 40 minutos.

antedepois

Antes e depois em questão de minutos!

Como funciona:

– Coloque na tomada e espere esquentar. O meu aparelho é o Curl Secret, da Conair, e vem com um formato de tomada americana. Por isso, é bom ter um adaptador de tomada universal por perto.

– Selecione o formato do cacho (tem três níveis, do mais fechado ao mais largo) e a temperatura. Depois, é só esperar a luz que indica o funcionamento parar de piscar e ficar acesa. Leve em média uns cinco minutos.

– Separe uma mecha média do cabelo e coloque no aparelho. Não adianta colocar muito cabelo porque ele não vai funcionar.

– Aperte o botão e aguarde o sinal sonoro. Ele vai “sugar” os fios e fazer um barulho semelhante ao de um bipe. Quando o alerta for contínuo, é hora de soltar e voilà, se surpreender com o cachinho. Em média, ele emite de quatro a cinco sinais sonoros antes de ficar pronto.

– Vale lembrar que ele só funciona se o cabelo estiver seco e desembaraçado. Ao perceber um nó, ele apita e para de funcionar imediatamente. Então não tem o risco de ficar careca. (Viu, não precisa entrar em pânico ouvindo aquelas lendas de gente que usou e perdeu todo o cabelo)

Se você ainda não entendeu como usar, dá uma olhada nesse vídeo da Nina Secrets:

O aparelho que eu uso custou uns 100 dólares e olha, valeu cada moedinha. Existem alguns sites que vendem produtos importados, mas o melhor mesmo é economizar e comprar na própria Polishop, em alguma viagem ou ainda fazer como eu e pedir para alguém trazer de fora. Estou para dizer que essa é uma das melhores invenções femininas… Adorei!

 

Crédito das imagens: Star Beauty Cosméticos e Arquivo Pessoal

Anúncios

Um comentário sobre “[Resenha] MiraCurl: Testado e aprovado

  1. Pingback: Produtos básicos para quem é escrava de secador e chapinha | Fik Dik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s